Notas acima de 75% no Campeonato Paranaense destoam do restante do País

Com porcentuais finais acima dos 75% em diversas categorias e séries, as notas do Campeonato Paranaense de Adestramento, realizado dias 08 e 09 de dezembro, no Haras Adal, destoam dos resultados alcançados pelos conjuntos em outras regiões do Brasil. 

Como comparação, a nota mais alta computada por Adestramento Brasil para o ranking dos recordes do ano foi 73,140% da amazona medalha de bronze no Pan-Americano de Toronto Sarah Waddell montando Baccara H no Campeonato Brasileiro na série forte 2.

Os juízes, segundo apurou este noticiário, foram Carlos Hernâni Boson e Sérgio Beck. Adestramento Brasil tentou contato por meio de ligação, WhatsApp e mensagem no Facebook, mas ainda não obteve retorno.

O conjunto que ganhou a elementar amador registrou 77,325%, o de preliminar amador fez 75,51% e o mirim, 72,332%. As notas foram ainda maiores nas categorias mais altas: na média 1 profissional foi de 77,205%, na média 2 profissional, 78,205%; na média 2 amador, 82,18%; na forte 1, 76,39% e na forte 2 (intermediária), 79,73%.

De acordo com o regulamento da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), as notas vão de zero a dez, sendo zero o grau mais baixo. O documento explica o que é exigido em cada movimento e detalha algumas figuras mais complexas. Os movimentos devem ser avaliados seguindo a escala:

10 – Excelente
9 – Muito bom
8 – Bom
7 – Quase bom
6 – Satisfatório
5 – Suficiente
4 – Insuficiente
3 – Quase mau
2 – Mau
1 – Muito mal
0 – Não executado

Recordes do Ano
Devido à disparidade das notas, Adestramento Brasil decidiu não incluir esses resultados nos Recordes do Ano, para o qual estão sendo consideradas apenas provas oficiais de federações e da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). Para chegar ao resultado, foram computados os melhores porcentuais de cada série e categoria em cada uma das provas válidas. Foram consideradas as provas de elementar a especial, amador e profissional. As demais séries, por, normalmente, contabilizarem poucos inscritos, não foram incluídas. O documento completo pode ser acessado aqui.

Outra competição chamou a atenção pelas notas foi o Campeonato Gaúcho de Adestramento (CGA), que assegurou a três conjuntos baterem recorde em suas séries e categorias. Ao analisar as notas atribuídas, pôde-se observar que os conjuntos de elementar e preliminar, tanto amador quanto profissional, alcançaram porcentuais perto dos 70%, acima das notas que vêm sendo obtidas pelos conjuntos em provas do Campeonato Paulista e CANs. Veja os resultados do CGA aqui.

4 respostas para ‘Notas acima de 75% no Campeonato Paranaense destoam do restante do País’

  1. Lamentável essa abordagem! Eu não entendo nada de adestramento, mas você parece que também não sabe muito. Como comparar laranjas com bananas? Os juizes deram notas altas? Ótimo! Foi o mesmo critério para todos na competição, como você quer comparar provas de nível nacional e internacional com um campeonato regional, feito com muito esforço e amor pelo fomento ao esporte? Acho um desserviço ao adestramento, denegrir os competidores que mais do que amadores são incentivadores da modalidade. Cada competição é feita dentro da sua própria realidade, você sabe como é dificil realizar, devia colaborar e não desconstruir. A comparação que você faz só seria válida se os mesmos juizes fossem julgar todas as provas, não há porque comparar notas entre competições. Mesmo que você esteja certa nessa sua avaliação, por respeito aos atletas e aos juízes não deveria ter feito como fez, é minha opinião de leigo.

    Curtir

    1. Nelson,
      Muito obrigada pela participação no site. Mas discordo de você. O julgamento do adestramento segue padrões que devem ser observados pelos juízes ao atribuírem notas. A FEI tem se preocupado muito com esta padronização, o que é muito importante para a própria modalidade, para que, independentemente de quem julga a prova, o conjunto receba a nota de acordo com o que apresentou. Assim, não importa se a competição é interna de uma hípica, estadual, nacional ou internacional, os parâmetros que nortearão as notas devem ser os mesmos. E é justamente por isto que as notas podem ser comparadas.
      Espero que tenha o ajudado a compreender melhor como a modalidade funciona.
      Atenciosamente,
      Roberta Prescott – editora

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.