Como melhorar o condicionamento físico do cavalo?

AB_Pergunte_expert-peqQuem usa o cavalo para o esporte convive com a necessidade de deixar o animal apto para as provas e isto inclui o condicionamento físico. “Quero melhorar o condicionamento físico da minha égua. Dê dicas, por favor”, esta foi a questão recebida para a seção Pergunte ao Expert recebeu por meio da página do Adestramento Brasil no Instagram. Quem responde é a médica veterinária Aura Chaves Rosauro.

Formada em 1999 pela USFM – RS, Aura atua na área de medicina esportiva, clínica médica, ortopedia e neonatologia equina. Trabalhou no Jóquei Clube de São Paulo, CHSA e SHP e agora mora no interior atuando na região de Campinas, Atibaia e São José dos Campos.

“Nenhum artigo ou livro dará a fórmula certa de treino ideal para fazer um programa de condicionamento físico adequado para o seu animal. Esse é o grande desafio dos treinadores de todas as modalidades equestres que podem explorar diferentes técnicas avaliando seus resultados e aprendendo a cada dia com erros e acertos. Existem muitas variáveis que estão diretamente ligadas ao seu cavalo, ao treinamento do conjunto e ao meio ambiente.

Para melhorar a performance do seu cavalo é importante entender os princípios básicos de condicionamento físico e estes devem ser seguidos a risca durante todo o período de treinamento, evitando assim qualquer tipo de lesão que impeça o objetivo final. Os quatro princípios básicos são:

1 – Aumento de carga progressiva
Existem três maneiras de se aumentar a carga de exercício do seu cavalo. A primeira é aumentando a duração do exercício e isso inclui o tempo e a distancia percorrida; a segunda é aumentando a intensidade (velocidade e batimento cardíaco) e, por ultimo, aumentando a frequência das sessões de treinamento. Para aumentar e melhorar o condicionamento físico, a frequência de trabalho deve ser de três vezes por semana, enquanto que para mantê-lo a frequência pode ser de uma a duas vezes por semana. Devemos estar sempre atentos ao risco de lesões que podem aparecer com o aumento progressivo de intensidade e do trabalho. Toda vez que aumentar a velocidade, diminua a duração e a frequência, e vice-versa. Tudo deve ser pensado buscando um equilíbrio.

2 – Especificidade
O treinamento deve ser o mais próximo possível da sua competição, caracterizando a modalidade quanto à velocidade, à resistência e ao grau de flexibilidade. Isso não necessariamente significa que o cavalo deve executar o mesmo exercício da competição em todas as sessões de treinamento, muito pelo contrário, porque isso pode levar a lesões de esforço repetitivos em coluna e membros, além de não ser bom para a saúde mental do seu animal. Encare isso como um desafio para desenvolver treinos criativos e prazerosos com seu companheiro. A ideia aqui é focar nos grupos musculares que precisam ser trabalhados e/ou a intensidade que você quer atingir e aplicar técnicas diferentes de treinamentos na sua rotina diária.

3 – Período de descanso adequado
A cada aumento de intensidade do seu treinamento ocorrerão microlesões em tecidos musculares, ósseos e ligamentares. São justamente essas lesões que ocorrem em pequenos ciclos que levarão à adaptação ao treinamento. Esse processo de adaptação dos tecidos só ocorre durante treinos leves e/ou períodos de repouso, por isso, é muito importante incorporá-los no treinamento do seu cavalo. Como regra geral, os animais não devem ter a mesma carga de treinamento em dois dias consecutivos, devemos alternar dias de aumento de trabalho e dias de trabalhos leves e/ou de descanso.

4 – Respeitar as diferenças individuais
Cada cavalo responde de forma diferente ao treinamento, assim como os atletas humanos. Algumas dessas variações devem-se a carga genéticas diferentes, idade do animal, nível de condicionamento no inicio de programa de treinamento e os métodos de treinamento. O programa deve ser individualizado, respeitando o indivíduo para minimizar ao máximo o risco de lesões e alcançar o nível desejado e as tão almejadas vitórias, medalhas e escarapelas.

Concluindo, todo programa de condicionamento físico deve ter como objetivo principal evitar qualquer tipo de lesão. Por isso, é essencial que haja o monitoramento diário e intenso de seu cavalo para identificar pequenos sinais que indiquem que esteja havendo uma carga excessiva de trabalho.

Aprenda a se familiarizar com a aparência dos membros do seu animal, monitorando qualquer aumento de temperatura e de volume ou outras anormalidades que possam aparecer. Isso pode prevenir uma lesão maior que pode se tornar um problema mais sério pondo em risco a carreira competitiva futura do seu conjunto. Lembrando sempre que qualquer dúvida deve-se consultar seu veterinário de confiança.”


A seção Pergunte ao expert tem como objetivo responder a dúvidas enviadas pelos leitores. A cada questão selecionamos um atleta profissional para respondê-la. Tem alguma pergunta? Envie para contato@adestramentobrasil.com

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.