Criadores lançam site com probabilidades de pelagens e curva de crescimento

Quais cores de pelagem são possíveis nascer um potro filho de garanhão castanho e égua tordilha? Ou do cruzamento de um cavalo preto com uma castanha? Como prever a altura e o peso que um potro terá quando adulto? Para sanar tais curiosidades e dúvidas, dois criadores se juntaram e lançaram o EquiProspect, um site para prover informações acerca das possibilidades e probabilidades de cada cruzamento.


Apoie_AB_PayPalSe você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!

Prefere anunciar? Confira o mídia kit e fique por dentro das opções para divulgar a sua marca: escreva para contato@adestramentobrasil.com


Além da genética de cor de pelagem, o site apresenta uma curva de crescimento, pela qual se pode projetar a altura final do potro colocando-se sua idade e altura atual e um calculador de peso a partir de medidas. Até o momento, foram feitos os cálculos de 121 acasalamentos diferentes e desenhados 110 cavalos de pelagens diferentes e em todas as suas variáveis para facilitar o entendimento de quem for utilizar.

“Há 20 anos, quando comecei a criar, já me interessava pela parte de genética para fazer, em princípio, a cor que eu mais gostava era Palomino, que era um animal caro e tive de aprender a fazer um”, conta o veterinário e criador de puro sangue lusitano desde 1999 e cavalos quarto de milha desde 2017, Flavio Rafael Monteiro, que idealizou o EquiProspect junto com André Luiz Barreto Crespo, cientista formado em agronomia e Ph.D. em entomologia estudando genética de insetos na Universidade do Nebraska, Lincoln em 2008. Crespo cria puro sangue lusitanos para competições laço campista e lazer.

Flavio Monteiro contou que já tinha uma tabela com as possibilidades de cruzamentos, mas que não estava 100%. “Pensei em dar uma melhorada nela e o Andre me ligou oferecendo ajuda. As pessoas sempre me pedem a curva de crescimento, me perguntavam das pelagens e pensamos que, se tivesse ferramenta pronta, facilitaria para meus amigos e para outros criadores”, explicou.

“Pelagem é muito interessante. Para cada raça, pensando apenas na cor, os cavalos que são mais raros são os que têm mais valor. Por exemplo, no lusitano, os tordilhos são os mais comuns, já no quarto de milha o tordilho vale mais e o que vale menos é o alazão”, acrescentou. Monteiro falou que falta acrescentar ao site alguns genes.

Ao falar sobre a projeção a curva de crescimento, o veterinário explicou que pode haver alguma diferença, se alguma raça for mais tardia, mas que, no geral, vale para todas.

Conheça o site aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.