Tag: Taça Brasil

Competidores do RS e MG comentam participação no Brasileiro em São Paulo

A viagem de Porto Alegre a São Paulo tem 1.200 quilômetros e exigiu que os cavalos pernoitassem em Curitiba antes de chegarem a São Paulo, na segunda à noite, para disputar o Campeonato Brasileiro e na Taça Brasil de Adestramento.  A jornada das equipes de outros Estados não é fácil. Participar do campeonato exigiu muito planejamento, logística e esforço dos participantes. Mas foi um sacrifício que valeu a pena, segundo contaram competidores representando as federações gaúcha e de Minas Gerais contaram em entrevistas em vídeo ao Adestramento Brasil. Leia mais

CBA teve disputa por equipe mista

O Campeonato Brasileiro de Adestramento deste ano inovou ao realizar disputa por equipe entre as federações participantes, mas que contaram com conjuntos de séries variadas. O CBA e a Taça Brasil tiveram 75 conjuntos na disputa, representando seis Estados.
Leia mais

Quatro conjuntos batem recorde no Campeonato Brasileiro

O Campeonato Brasileiro de Adestramento (CBA) assegurou a quatro conjuntos baterem recorde em suas séries e categorias. As provas ocorreram dias 10 e 11 de novembro, na Sociedade Hípica Paulista, e revelaram os campeões e vice brasileiros. Adestramento Brasil está compilando os dados de provas oficiais realizadas até agora em 2018 para levantar quais são os recordes de porcentual dos concorrentes. Leia mais

Sandra Smith dá dicas de como ganhar nota nas provas

Pequenos detalhes na execução das reprises fazem os atletas desperdiçarem pontos que podem fazer uma grande diferença na somatória final. A diretora de adestramento da Confederação Brasileira de Hipismo e juíza FEI 4*, Sandra Smith, deu algumas dicas para mitigar erros durante as provas.
Leia mais

Disputa acirrada nas categorias de base marca o Campeonato Brasileiro

A diferença em pontos porcentuais que separou campeões, vices e terceiro lugares em categorias amadoras foi bastante pequena, o que mostra que a disputa foi acirrada no Campeonato Brasileiro de Adestramento. Na iniciante, por exemplo, a vice-campeã Gabriela Ometto Ribeiro com Zeca Interagro ficou apenas 0,26 ponto porcentual de Beatriz Arantes com Earl de Vanou. Na preliminar, a diferença foi ainda menor: apenas 0,126 p.p. Carolina de Arruda Botelho, com Chronus Santa Dalila, de Paulo Cesar Ferreira Junior, que montou Diesel da Prata. “É muito positivo ver pouca diferença e notas altas”, ressaltou Claudia Mesquita, juíza FEI 4* que presidiu o júri de campo no CBA. Leia mais