A 100 dias de Tóquio, CBH não tem diretor de adestramento e nem regra para escolha de conjunto

Faltando cem dias para a abertura oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 23 de julho, a CBH ainda não nomeou a diretoria do adestramento e também não atualizou as regras para escolha de quem representará o País. O último comunicado é de 30 de janeiro de 2020 e está desfasado em relação à alteração na obtenção dos requisitos mínimos de elegibilidade (MERs) feita pela FEI após a postergação dos Jogos. Treinando na Europa e com nova montaria, João Victor Marcari Oliva tentará, no CDI 3* de Abrantes, alcançar o segundo índice com Escorial Horsecampline — o cavaleiro tinha MERs com F-Aron de Massa, porém, não está mais com a montaria. Assim, neste momento, apenas Pedro Tavares de Almeida e Xaparro do Vouga estão aptos (com dois índices) a competir em Tóquio.

Continue lendo “A 100 dias de Tóquio, CBH não tem diretor de adestramento e nem regra para escolha de conjunto”

FEI prorroga cancelamento de provas até 11 de abril, inclusive final da Copa do Mundo

A Federação Equestre Internacional (FEI) anunciou que estendeu a paralisação de eventos internacionais na Europa continental devido ao surto em curso da forma neurológica do herpes vírus equino (EHV-1) até 11 de abril de 2021. São duas semanas a mais que o anteriormente planejado. Em 1º de março, a FEI havia anunciado interrupção de 28 dias.  A medida, que visa a minimizar a propagação da cepa muito agressiva do vírus, foi aprovada por unanimidade em uma reunião de emergência do Conselho Executivo da FEI nessa sexta-feira 12/3. O bloqueio estendido se aplica a todas as disciplinas da FEI.

Leia mais

Com mudança em provas, criação de concursos mistos e campeonato de cavalos novos, FPH quer protagonismo

Retomar o protagonismo da Federação Paulista de Hipismo nas provas, promover o adestramento por meio de um circuito das escolas e lançar um campeonato paulista de cavalos novos são alguns dos planos da FPH para fomentar a modalidade. Em entrevista, realizada por videoconferência, José Vicente Marino, novo presidente da FPH, e Lindinha Macedo, diretora de adestramento, explicaram os planos da federação paulista para fazer crescer o adestramento no estado. Leia mais

Estratégias para conter surto de herpes incluem vacinação, cuidados sanitários e novos procedimentos de importações

Medidas preventivas a serem adotadas tanto por proprietários de cavalos quanto procedimentos estabelecidos pelo governo são essenciais para tentar impedir que o surto de uma nova cepa do herpes vírus EHV-1 na forma neurológica se instale no Brasil. Nacionalmente, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio do Departamento de Saúde Animal (DSA), decidiu pela adoção de procedimentos adicionais para novas importações de equídeos com origem nos países europeus. Já, localmente, Chester Batista, doutor em medicina veterinária e gerente técnico da linha de equinos da Zoetis, recomenda prover uma nutrição adequada ao cavalo e tomar ações que diminuam o estresse para manter o sistema imunológico fortalecido, além de assegurar que o animal esteja bem hidratado e vacinado contra o herpes vírus. Leia mais

CBH recomenda reforço da vacina contra o EHV-1

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) emitiu uma nota recomendando que os cavalos do Brasil recebam um reforço na vacina contra o EHV-1. De acordo com a entidade, mesmo sem a comprovação científica do efeito sobre a imunização contra a nova cepa que se desenvolveu na Espanha, a prevenção com a vacina existente é a melhor solução disponível no momento. A recomendação está alinhada com a determinação da Federação Equestre Internacional (FEI). Leia mais