Quatro CDIs 3* estão programados para ocorrer em 2021 em São Paulo

Quatro concursos de adestramento internacionais estão programados para ocorrer no Brasil neste ano, segundo informa o calendário oficial para 2021 da Federação Equestre Internacional (FEI). A agenda é feita com base nas solicitações enviadas pelos países até 1º de outubro do ano anterior, conforme diz o regulamento geral da entidade. Leia mais

Eleições CBH: processo reabre e novo pleito para escolha de presidência está marcado para 29/01

Após a comissão eleitoral inabilitar todas as chapas concorrendo à eleição da Confederação Brasileira de Hipismo e, assim, o pleito originário que elegeria a nova presidência ter sido inabilitado, a entidade marcou nova data para a realização da Assembleia Geral Ordinária (AGO). Será em 29 de janeiro de 2021, no Prodigy Hotel – Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A assembleia tem como objetivo eleger os cargos de presidente e vice-presidente quadriênio 2021-2024. Leia mais

Secretaria de Agricultura, SP-Agro e IBEqui defendem estudos de mormo no Brasil

Dirigentes da Secretaria de Agricultura, Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista (SP-Agro), da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM) e do Instituto Brasileiro de Equideocultura (IBEqui) se reuniram na última quinta-feira (10/12) para discutir, entre outro tópicos, a situação do mormo no Brasil. Eles defenderam ampliação de estudos epidemiológicos. Leia mais

Depois do Paulista, Murilo Augusto vence brasileiro de cavalos novos em 4 e 6 anos

Mais uma vez, Murilo Augusto ganhou as duas séries de cavalos novos que disputou, depois de levar a taça do Campeonato Paulista, o cavaleiro da Coudelaria Ilha Verde colocou o lusitano Jorge V.O e a égua BH Novidade V.O nos primeiros lugares dos pódios em cavalos novos seis e quatro anos, respectivamente. Leia mais

FEI suspende Leandro Silva

O cavaleiro olímpico Leandro Aparecido da Silva está suspenso provisoriamente pela Federação Equestre Internacional (FEI), enquanto seu caso está sendo analisado pelo tribunal da FEI. A decisão foi publicada nessa quarta-feira 9/12 na página que reúne as suspensões aplicadas pela entidade. A suspensão começou a valer em 1º de dezembro. O tempo que o atleta ficará impedido de competir internacionalmente e a extensão da punição — como, por exemplo, se ele poderá entrar em competições internacionais como espectador — ainda serão definidos pelo tribunal da FEI.  Leia mais