Tag: MER

Tóquio: MERs podem ser alcançados até 21 de junho de 2021, mas regras mudam

ATUALIZADA – Conjuntos para estarem aptos a disputarem os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para meados de 2021, precisam obter os requisitos mínimos de elegibilidade (MER, na sigla em inglês para minimum eligibility requirements) até o dia 21 de junho de 2021, segundo publicou a Federação Equestre Internacional (FEI). Devido à postergação dos Jogos, os conjuntos que tiverem obtido MER (ou seja, os dois índices requisitados) no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2019 vão precisar alcançar um resultado adicional para confirmação do resultado entre 1º de janeiro de 2020 de 21 de junho de 2021.
Leia mais

Brasileiros concordam com adiamento e revelam planos para Jogos de Tóquio 2021

Atletas brasileiros de olho na vaga individual nos Jogos de Tóquio opinam sobre o adiamento da Olimpíada e revelam planos — ainda que iniciais — para conquistar a cota brasileira. Os jogos foram remanejados para de 23 de julho até 8 de agosto de 2021, em decorrência da pandemia de Covid-19.

Leia mais

FEI mantém vagas para Tóquio e deve estender prazos para obtenção de MERs

Além de criar forças-tarefas para endereçar os impactos que o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), terá nas diversas modalidades, a Federação Equestre Internacional (FEI) publicou um memorando com perguntas e respostas (P&R) para explicar, ainda que preliminarmente, como ficam os preparativos para os Jogos e dando direcionamentos a federações nacionais. “Em termos simples, o adiamento dos Jogos significa que precisará haver uma extensão de vários prazos. Nas próximas semanas, a FEI analisará todas as datas relacionadas, incluindo, os requisitos mínimos de elegibilidade e a regra sobre a posse de cavalos”, afirma o documento. Já as vagas alocadas por equipes e individuais permanecerão como foram definidas.

Leia mais

Após recomendação de não realizar eventos, FEI atualiza lista de CDIs válidos para MERs

A Federação Equestre Internacional atualizou o calendário de concursos internacionais (CDIs) válidos para a obtenção dos requisitos mínimos de elegibilidade (MER, na sigla em inglês para minimum eligibility requirements) exigidos para participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que, até agora, seguem mantidos – leia matéria sobre como fica a olimpíada.

Leia mais

Após estrear Baluarte, Luiza Almeida competirá em mais GPs para melhorar desempenho

A segunda semana de provas no CDI 3* de Cascais, em Portugal, marcou a estreia do conjunto Luiza Tavares de Almeida e Baluarte do Vouga em big tour. “Eu fiquei muito feliz de ter levado o Baluarte para o mais alto nível e sabemos que nem todos os cavalos chegam lá, aliás, a maioria deles”, disse a amazona. “Foi uma prova, no geral, bem OK para estreia. O CDI foi muito forte, com juízes duros e concorrentes fortes, então, no geral, pelas circunstâncias e, por ser a primeira vez dele fazendo GP e em um CDI destes, eu fiquei feliz”, avaliou.
Leia mais