Author: Roberta Prescott - Editora

Jornalista e apaixonada por cavalos! Começou a carreira jornalística em 1998 como repórter da extinta revista Notícias a Galope. Desde então, passou por diversas redações, tendo ocupado cargos de repórter, editora-assistente, editora, editora-executiva e correspondente para América Latina. Atualmente, é jornalista freelancer, escrevendo para diversos veículos nacionais e internacionais. Prêmios: 12º Prêmio Abecip de Jornalismo (2015) com a reportagem "O que restou do crédito", da revista Construção Mercado; 11º Prêmio Imprensa Embratel (2009) pela reportagem "Retrato de uma Década", junto com equipe da InformationWeek Brasil; 7º Prêmio Unisys de Jornalismo (2008) com a reportagem "Geração Y"; e 20º Prêmio Veículos de Comunicação (2006) pela InformationWeek Brasil. Formou-se em 2001 pela PUC-Campinas, tem pós-graduação na Universidad de Navarra (Espanha, em 2003). Em 2010, cursou o Master em Jornalismo – Gestão de Empresas de Comunicação pela Universidad de Navarra e IICS. Além disto, fez MBA em Educação Executiva pela Fundação Getúlio Vargas em 2008. LinkedIN: br.linkedin.com/in/robertaprescott/

Entenda como funciona a aprovação de garanhão no lusitano

Para um garanhão ser aprovado no stud book do puro sangue lusitano ele precisa ter pelo menos quatro anos de idade e deve ser apresentado montado, explicou o veterinário, juiz e superintendente da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Puro Sangue Lusitano Orpheu de Souza Ávila Júnior, em entrevista em vídeo.
Leia mais

Adriana Busato: ICSI facilita comprovação e valorização de éguas como reprodutoras

ICSI, um novo tratamento de fertilização in vitro, está facilitando a comprovação das éguas. Isto porque aumenta a quantidade de vezes que uma égua pode ser usada, contribuindo para a formação de estatísticas. “As éguas produziam menos e era mais difícil provar que era um animal superior. Hoje, não, porque você tem transferência de embrião, tem ICSI. As éguas têm o DNA mitocondrial que só vem na linha materna e isto é algo passado só de mãe para filho. Geralmente, as éguas entram com 55% e os garanhão com 45%. Então, as éguas são mais importantes, só que era complicado você comprovar uma égua”, explicou Adriana Busato, médica veterinária e criadora de cavalos desportivos, durante entrevista ao vivo transmitida pelo canal do YouTube de Adestramento Brasil. Leia mais

Covid-19: presidente do comitê médico da FEI alerta para necessidade de se cumprir protocolos

O presidente do comitê médico da FEI, Mark Hart, fez um alerta sobre a necessidade da participação ativa e total conformidade de todos para se engajarem no compromisso com a retomada das atividades esportivas e o ressurgimento de eventos equestres em todo o mundo. Em nota, Hart destacou que como comunidade, não se pode apenas aplicar o que se quer e ignorar o que é visto como um inconveniente. “Exigimos absolutamente a aplicação consistente de todas as diretrizes e recomendações relativas ao uso de máscaras faciais, distanciamento social apropriado e higienização das mãos regular e completa para um retorno bem-sucedido ao esporte”, escreveu. “Devemos fazer alguns sacrifícios e adaptar nossos hábitos para o benefício de um bem maior. Essa pandemia exige essas mudanças, como acontecerá conosco até que uma vacina eficaz seja desenvolvida e distribuída em todo o mundo”, reforçou. Leia mais

Curso online vai do manejo à formação do cavalo de esporte

O cavaleiro e juiz estadual Sergio de Fiori, Darko Magalhães e Malvina Parré dão início, na próxima quarta (12/8), ao curso online “Cavalos de A a Z – Tudo que você precisa saber sobre cavalos”, cujo objetivo é dividir conhecimento sobre assuntos que compreendem desde o primeiro manejo do potro até a formação do cavalo de esporte/lazer; sempre promovendo o bem-estar animal. Leia mais

Caso Leandro Silva: MPSP solicita instauração de inquérito policial

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) recebeu uma denúncia contra Leandro Aparecido Silva e solicitou instauração de inquérito policial junto à delegacia de polícia. Após ter sido divulgado vídeo na internet do cavaleiro montando um pônei e dando trancos em sua boca, o deputado delegado Bruno Lima encaminhou um ofício ao Grupo Especial de Combate aos Crimes Ambientais e de Parcelamento Irregular do Solo (Gecap), do MPSP, para que providências fossem adotadas pela autoridade competente. Leia mais