Tag: FEI

Oito países partem do zero na busca por medalha por equipes

Alemanha, Grã-Bretanha, Dinamarca, Estados Unidos, Holanda, Suécia, Portugal e Espanha são os países cujos conjuntos lutarão pelas medalhas de ouro, prata e bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Diferentemente do Rio 2016, as pontuações do grande prêmio não são transportadas para o GPS. Assim, as equipes começam do zero, na próxima terça, 27/7, às 17h de Tóquio (5h de Brasília) para a final por equipes nas provas de grande prêmio especial com música.

Continue lendo “Oito países partem do zero na busca por medalha por equipes”

Nem Isabell Werth e nem Charlotte Dujardin superam Jessica Von Bredow-Werndl no GP

Quatro conjuntos — mesmo patamar que no Rio 2016 — alcançaram notas acima dos 80% passados os dois dias de competições de grande prêmio nos Jogos Olímpicos de Tóquio. As provas foram válidas como classificatória para as finais por equipe e individuais. Competindo no primeiro dia, a alemã Jessica Von Bredow-Werndl manteve o porcentual mais alto, ao cravar 84,379% com TSF Dalera. A favorita Isabell Werth foi a última a entrar em pista, neste domingo 25/7, e fechou a participação com 82,500% com Bella Rose. Do mesmo Grupo F, Charlotte Dujardin, pela Inglaterra, entrou pouco antes de Werth e fez 80,963% com Gio, mas, na classificação geral, ficou atrás da dinamarquesa Cathrine Dufour que fez 81,056% com Bohemian.

Continue lendo “Nem Isabell Werth e nem Charlotte Dujardin superam Jessica Von Bredow-Werndl no GP”

Jessica Von Bredow-Werndl e Holanda lideram primeiro dia de GP

Um brasileiro — João Victor Oliva com Escorial — abriu as competições de adestramento nos Jogos Olímpicos de Tóquio e o primeiro dia de provas de grande prêmio terminou com a alemã Jessica Von Bredow-Werndl postando um recorde pessoal (84,379%) e liderar a noite com o TSF Dalera. Por equipes, é a Holanda que está na frente. As provas de GP, que continuam no domingo 25/7 com 30 conjuntos competindo e servem de qualificação para as finais por equipe, a serem disputadas por oito países no GP especial, e individual, na qual concorrem por 18 conjuntos (dois mais bem-classificados de cada grupo e mais seis melhores colocados, além destes, no geral) no GP estilo livre.

Continue lendo “Jessica Von Bredow-Werndl e Holanda lideram primeiro dia de GP”

João Victor Oliva, após 70,419% com Escorial em Tóquio: “Cumprimos o objetivo”

Único representante do Brasil no adestramento nos Jogos Olímpicos de Tóquio, João Victor Oliva alcançou a nota mais alta do País, superando os 70%, ao competir com o lusitano Escorial Horse Campline na prova de grande prêmio. O conjunto foi o primeiro a entrar em pista neste sábado, 17 h no horário de Tóquio (5 h de Brasília). Ao Adestramento Brasil, Oliva disse que ficou muito feliz com o resultado e com a apresentação. O porcentual mais alto do Brasil em dressage era do próprio Oliva na Rio 2016, quando cravou 68,071% com Xamã dos Pinhais e ficou na 46ª colocação no geral. O melhor resultado do País em adestramento é de Sylvio Marcondes de Rezende que ficou em 25º lugar com Othelo nos Jogos de Munique, na Alemanha, em 1972.

Continue lendo “João Victor Oliva, após 70,419% com Escorial em Tóquio: “Cumprimos o objetivo””

João Victor Oliva e Escorial rompem a barreira dos 70% do Brasil em Olimpíadas

Primeiros a competir no adestramento nos Jogos Olímpicos de Tóquio, João Victor Marcari Oliva e o puro sangue lusitano de 12 anos Escorial romperam a barreira dos 70% e obtiveram o porcentual mais alto do Brasil em dressage em olimpíada. O conjunto finalizou sua participação na prova de grande prêmio, válida como classificação para finais por equipes e individuais, com 70, 419%.

Continue lendo “João Victor Oliva e Escorial rompem a barreira dos 70% do Brasil em Olimpíadas”