Eduardo Lima sagra Nirvana V.O grande campeã de cavalos novos 2022

A lusitana Nirvana V.O obteve a média final mais alta no Campeonato Paulista de Cavalos Novos 2022 e, assim, levou o título de grande campeã do ano. Na sela de Eduardo Alves de Lima e competindo em 5 anos, obteve 78,600% no primeiro dia e 76,300% no segundo, ficando com média de 77,450% e, assim, ganhando a categoria 5 anos e levando o novo troféu da FPH. Em entrevista em vídeo, Duda Lima avaliou o desempenho da égua que, em 2021, foi vice-campeã paulista e terceiro lugar no Campeonato Brasileiro em quatro anos.

O Campeonato Paulista de Cavalos Novos 2022 teve a categoria 5 anos como a mais disputada, com sete conjuntos. A competição ocorreu no último fim de semana (09 e 10/07) no Centro Hípico de Tatuí (CHT).

“A cada vez, ela melhora muito, além do esperado. É uma égua especial que estou trabalhando para um futuro bacana de provas grandes. Ela me surpreende todos os dias. É bem interessante trabalhar um animal que tem vontade de trabalhar”, disse. 

Questionando sobre qual é sua filosofia para fazer um cavalo novo, o cavaleiro da Coudelaria Ilha Verde foi enfático: “paciência e amor”. “Quando é um animal como a Nirvana, você tem de ter um equilíbrio muito grande para não avançar muito. Tem de ter inteligência e amor para fluir”, ressaltou.

As provas de cavalos novos foram, no domingo, comentadas no microfone pelos juízes. Acerca de Nirvana V.O, o júri de campo ressaltou que a melhor andadura daquela prova havia sido o trote, com bons ritmo, energia, autossustentação e boa amplitude. “Foi uma bela prova. No passo, o ritmo foi correto e com atividade, mas gostaríamos de ter visto mais energia e, no galope, mais descontração de dorso e saindo mais do chão. Boa submissão nas três andaduras”, apontaram.

Assista à entrevista:

Grande campeão
Em 2022, a FPH instituiu uma novidade. É o troféu de grande campeão, outorgado a quem obteve o maior porcentual entre todos os conjuntos disputando todas as categorias do Paulista de Cavalos Novos. Se o conjunto não se mantém com o porcentual mais alto, a taça muda de mãos.

“Criamos um troféu de posse transitória. A Claudia Mesquita é consultora da FPH, pelo vasto conhecimento que ela tem, e ela deu esta sugestão. Instituímos a taça de posse transitória que é dada ao conjunto da melhor nota. O cavaleiro que ganhar vai ter placa com o nome dele. Depois de três vezes consecutivas com o maior porcentual do conjunto ganhar, o troféu fica com ele”, explicou Lindinha Macedo — leia entrevista aqui.

>>> Confira todas as matérias sobre o fim de semana de provas no Centro Hípico de Tatuí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.