Como se observa a retidão e como trabalhar para alcançá-la?

AB_Pergunte_expert-peqA seção Pergunte ao Expert recebeu uma dúvida acerca de retidão. A pergunta pedia para definir o conceito, dar dicas do que fazer para trabalhar a correta retidão dos cavalos e explicar como o amador, nas provas mais básicas, pode perceber quando não está correto. A resposta foi dada pelo cavaleiro profissional e juiz André Ganc.

Com vasto currículo, o engenheiro agrônomo Ganc é atleta e treinador atuante na disciplina de adestramento clássico com vitórias em diversos CAN, campeonatos paulistas, brasileiros e internacionais e do FEI World Challenge. Ele também foi comentarista da ESPN na Olimpíada de Londres, nos Jogos Equestres Mundiais e na Olimpíada do Rio. Ganc é criador do studbook do cavalo friesian no Brasil; foi diretor da raça friesian no País de 2014 a 2017 e diretor de adestramento da ABPSL de 2008 a 2015. Confira as suas dicas:

“Segundo a definição da FEI, a retidão é a capacidade do conjunto de manter-se reto sobre as linhas retas e encurvado sobre as linhas curvas. Essa é uma definição sintética, apesar de corretíssima. Algumas conclusões e alguns desdobramentos são possíveis e necessários de serem acrescido a essa síntese, ajudando de sobremaneira a percepção e o entendimento desse importante fundamento.

A retidão é o quinto e, portanto, o penúltimo degrau da escala de treinamento preconizada pela FEI, sendo o passo anterior e de sustentação para a reunião. Dentro da mesma escala de treinamento, esse fundamento somente é possível e inclui dentro de si os fundamentos anteriores, nomeadamente a impulsão, o contato, a descontração e o ritmo e regularidade. Levar essa teoria para a sela junto conosco é fundamental para se atingir um nível de retidão satisfatório e necessário para seguir em busca da reunião, mas talvez possamos pensar em parâmetros para nos ajudar a balizar nosso trabalho.

Atingidos os estágios anteriores e necessários, podemos pensar que a simetria lateral é um bom sinal da capacidade do cavalo em manter-se reto e que uma facilidade em executar os movimentos laterais para os dois lados deve ser perseguida. Vale lembrar que simetria absoluta não existe na biologia, mas isso não nos impede de buscá-la.

Outro lembrete sobre o desenvolvimento da flexibilidade bilateral e dos exercícios laterais é que o trabalho para deixar o cavalo mais “leve” de um lado jamais pode ser feito sobreflexionando o pescoço do cavalo para o lado para o qual ele é mais “duro”. Esse é um grande erro recorrente em cavaleiros sem estudo adequado das regras da equitação e só desenvolve novas reações e mais peso sobre a embocadura.

Quando o cavaleiro quiser aumentar a aceitação da embocadura de um determinado lado e, portanto, obter uma maior leveza nessa rédea, deve fazê-lo colocando esse lado como lado externo da encurvatura e executando variações de amplitude de andamento e moldura pela ação dessa rédea exterior. Esse exercício desenvolve a atenção e a obediência à rédea externa e deixando o cavalo mais reativo e leve deste lado. À medida que o cavalo estiver se aproximando de um contato homogêneo nas duas rédeas, estará também se aproximando da retidão.

Como lembrete aos cavaleiros iniciantes nas provas básicas, digo que tentar manter o cavalo ‘olhando’ exatamente na direção para onde vai costuma ajudar. Além disso, não tentar corrigir a trajetória cruzando as rédeas sobre o pescoço do cavalo e sim mantê-lo olhando para onde deve ir e, então, corrigir a trajetória com as pernas é de grande eficácia e embasamento teórico.”

A seção Pergunte ao expert tem como objetivo responder a dúvidas enviadas pelos leitores. Tem alguma pergunta? Escreva para Adestramento Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.