Sócias dominam pódio na 3ª etapa da Copa Santo Amaro

Copa-CHSA-patrocinadores-selo Foram as sócias do Clube Hípico de Santo Amaro que venceram o maior número de categorias na terceira etapa da Copa Santo Amaro de Adestramento. Batizada de Vale Alimentação Animal, a prova do último domingo 7/4 foi marcada pela forte presença de amadores e a teve as séries elementar escola, preliminar amador e média 2 amador como as mais concorridas.   

“A Amante está evoluindo muito bem. Ela é uma égua super pronta para o trabalho e estamos conseguindo evoluir numa velocidade que até que está me surpreendendo”, contou Alessandra Chebl Sadek, que venceu a preliminar amador com SS Amante, pontuando 66,235%. Sadek praticou a modalidade salto por cerca de 15 anos antes de migrar para o adestramento. “Minha necessidade maior, que me fez buscar o adestramento, foi montar corretamente; acabei gostando e ficando”, revelou a sócia do CHSA, que parou de saltar.Alessandra Chebl Sadek

Alessandra Sadek também competiu na preliminar com o garanhão Diadorado, que trouxe da Europa há três anos com foco no salto. “Ele tem uma boa genética de salto e, por ele ser muito maior que a Amante, tenho mais dificuldade com a coluna dele, para fortalecer a musculatura correta. Mas estamos caminhando bem e acredito que vamos chegar a um nível legal”, afirmou. Os planos dela é colocar ambos os cavalos nas provas da Copa CHSA e também nos concursos nacionais de adestramento (CANs).

07 de abril: 3ª etapa — Rações Vale
 Programa | Ordem de entradaResultados

Vencedora na preliminar profissional, Isabela do Valle Arenzon explicou que está montando Shelby do Piratininga, da raça morgan e de de propriedade de Marcos Tchalian, há pouco tempo e que viu grandes evoluções nele.  A amazona contou que assim que ficou sócia do CHSA, viu um rapaz passando montado num “pônei grande”, o que lhe chamou a atenção. “Quando era criança e adolescente, fiz muitas provas de pônei, tanto de salto quanto de hunter, e tive lembrança muito boa quando vi o cavalo. Fui atrás e soube que havia um pavilhão de morgans, mas todos faziam salto. Propus para o proprietário que um fizesse adestramento comigo e ele topou”, contou.

De acordo com regulamento da Confederação Brasileira de Hipismo, um pônei é um cavalo pequeno cuja altura não deve ultrapassar 1,48 m, medido sem ferradura e em uma superfície plana, e 1,49 m com ferraduras. Além disso, só podem competir na categoria pônei animais com no mínimo seis anos de idade.

Isabela do Valle experimentou alguns animais e o Shelby se destacou. “No primeiro dia que eu montei o Shelby, senti que ele tinha muita aptidão para o adestramento, que ele tinha andadura regulares, com passo e galope muito bons. E vi que ele tinha uma cabeça fantástica; isto que, quando eu o montei pela primeira vez, ele tinha seis meses de doma. Agora está com dez meses de doma”, disse. Para ela, que está fazendo a Copa Santo Amaro com o Shelby, ele vem amadurecendo prova a prova, tanto que finalizou em primeiro, no domingo, com 67,037%  de pontuação final.

eliana-torres-azar-vangogh.jpegNa média 2 amador, o primeiro lugar ficou com a também sócia do clube Eliana Torres Azar que apresentou Vangogh e pontuou 63,030%. “Achei que a prova foi bem regular e melhor que a anterior. Estou planejando que uma prova seja melhor que a outra e que vá crescendo, melhorando tecnicamente”, disse a amazona.

Ao comparar a média 1, que fez no ano passado, com a média 2, ela ressaltou o nível maior de dificuldade. “É muito mais difícil, em que pese que a média 1 é mais técnica que a média 2, mas ela já tem movimentos que exigem de você experiência e técnica”, apontou. O conjunto planeja fazer os CANs, Campeonatos Paulista e Brasileiro, além da Copa CHSA.

Acompanhe a página especial com a cobertura completa da temporada 2019 da Copa Santo Amaro de Adestramento

Na semana passada, o clube divulgou os resultados parciais da Copa Santo Amaro de Adestramento. Com oito conjuntos, a média 1 amador é a série mais concorrida, seguida da preliminar amador (seis), elementar profissional (cinco) e média 2 profissional (cinco) são as mais disputadas. Para disputar a oitava edição da Copa Santo Amaro de Adestramento, os conjuntos têm de participar de, pelo menos, cinco das oito provas do calendário.

A classificação será feita pela somatória dos índices porcentuais das etapas, com três descartes dos menores porcentuais. Diferentemente de anos anteriores, não há etapa obrigatória e nem provas com peso dois. Serão consagrados campeões e vice em cada série e categoria.

>>> Confira os resultados parciais até a 2ª etapa aqui.

Fotos: Ana Carolina Chemin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.