ABCCH cria regulamento exclusivo para aprovação de garanhões de adestramento

A Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Brasileiro de Hipismo (ABCCH) criou um regulamento específico para a aprovação de garanhões voltados para o adestramento. A novidade, válida a partir deste ano, exclui os animais desta modalidade de terem, por exemplo, de saltar durante a avaliação.


Apoie_AB

Se você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!

Prefere anunciar? Confira o mídia kit e fique por dentro das opções para divulgar a sua marca: escreva para contato@adestramentobrasil.com


A aprovação de garanhões da ABCCH será realizada durante o Festival Nacional do Cavalo Brasileiro de Hipismo, que está prevista para ocorrer em novembro no Clube Hípico de Santo Amaro. Podem ser inscritos todos os machos inteiros devidamente registrados no stud book da ABCCH com idade igual ou superior a dois anos hípicos e igual ou inferior a oito anos hípicos.

Sergio Castany de Fiori, diretor de adestramento da associação, explicou a este noticiário que, até então, os garanhões nascidos no Brasil e aprovados na ABCCH, embora fossem cavalos de adestramento, passaram pelo processo de avaliação vigente até aqui, que incluía a avaliação do salto. “Um exemplo é o Don Enrico AMM, que chegou a integrar a equipe do Brasil de adestramento”, disse.

Segundo ele, a separação das aprovações de garanhões visou a oferecer condições mais adequadas à aprovação animais de adestramento. “O formato geral segue o regulamento previamente existente, agora exclusivo do salto. Existe uma padronização interna dos processos que é importante seguir. Foi também inspirado no regulamento da KWPN dos Estados Unidos e foram ouvidas pessoas de dentro do adestramento, de notório saber, tanto do esporte como da criação”, explicou, acerca do processo de formatação do documento.

Pelo novo regulamento, os animais voltados ao adestramento serão avaliados de acordo com sua idade. “Isso significa que cavalos de quatro a oito anos serão montados e avaliados, de acordo com as exigências das reprises de cavalos novos [da FEI], em picadeiro oficial. Criamos também regras mais claras e exclusivas do adestramento para uma eventual aprovação por mérito desportivo”, detalhou.

Fiori ressaltou que o regulamento específico para adestramento espera-se incentivar o trabalho que vem sendo feito de forma por vários criadores nacionais que cada vez mais se interessam pela modalidade.

  • Confira a íntegra do regulamento aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.