CBA: amazonas dominam pódios entre amadores; assista às entrevistas em vídeo

Foram as mulheres quem dominaram os pódios de amadores nas diversas séries no Campeonato Brasileiro de Adestramento. Na elementar, Juliana Domingues ganhou com Amore Mio A.F; Jessica Gorgach Serwaczak levou o título na preliminar montando Eclipse dos Pinhais; na média 1, Nicole Binder de Arruda Botelho arrematou mais um título com J.A. Orpheu-do-Carnaval; Joana Marie Sliwik com Intef Interagro ganhou a média 2 e Raquel Mendonça Maurell de Mattos sagrou-se campeã na forte 2 amador top com Dileto HI. Somente na forte 1 amador que o vencedor não foi mulher. Em entrevista em vídeo, elas avaliaram suas reprises e revelaram planos para os conjuntos para 2021.


Apoie_AB

Se você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!

Prefere anunciar? Confira o mídia kit e fique por dentro das opções para divulgar a sua marca: escreva para contato@adestramentobrasil.com


Bicampeã na média 1 amador, Nicole Blinder ficou seis meses sem montar em 2020 — de março a setembro — e avaliou que suas reprises foram boas. “Foi um desafio retomar, mas deu tudo certo. Achei as provas bacanas”, contou. Para ela a reprise do último dia foi melhor.

Joana Marie Sliwik, que ganhou a média 2 amador com Intef Interagro, disse que gostou mais da prova do primeiro dia, ficando muito feliz com a nota, mas que no segundo dia achou que na prova não manteve o trote como quis. “O ano foi muito diferente. Comprei o Intef em fevereiro desde ano, estamos juntos há pouco tempo e o tempo [da pandemia] foi bom para ficar no treino. Fiz bastante provas com eles, porque tive oportunidade de competir na Santo Amaro e Paulista”, contou. Para 2021, ela disse que vai trabalhar nos próximos meses com objetivo de colocar o Intef na forte 1 ou 2.

Jessica Serwaczak contou que não estava esperando o resultado do CBA, porque está com o Eclipse dos Pinhais há seis meses, quando também passou a praticar a modalidade adestramento. “Começamos o ano na iniciante e agora fiz a preliminar”, revelou. Ela contou que praticou salto por cerca de nove anos. “Fiz umas aulas brincando e me apaixonei [pelo adestramento].”

Também na preliminar, mas na mirim, Mariana Benedeti venceu com Bandoleiro LS. Representando o Rio de Janeiro, a amazona de 13 anos treina há dois anos com o cavalo, mas começou no hipismo antes e pelo santo.

Campeã da elementar, Juliana Domingues contou que costumava montar quando era atleta de pentatlo moderno — modalidade na qual o atleta tem de praticar natação, hipismo (salto), esgrima, corrida e tiro seis. Ela foi a mais jovem atleta do pentatlo moderno e fez parte do Time Brasil em competições internacionais. No último sábado 28/11, conquistou mais um feito: consagrou-se campeã brasileira de adestramento na categoria elementar amador. Leia matéria aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.