“Tudo vem do posterior; é o pé que vai te nortear para frente”, reforça juíza em prova-clínica

Com explicações didáticas, a segunda edição da prova-clínica, realizada no último dia 6 de outubro na Hípica Bonanza, em Atibaia (SP), foi de bastante aprendizado para os 20 conjuntos que se apresentaram e para os ouvintes. 

Pelo formato do evento, os competidores executaram, pela manhã, uma reprise à escolha deles. A apresentação foi filmada e julgada e, à tarde, os juízes explicaram os critérios de aplicação das notas e deram dicas do que fazer para melhorar o desempenho. Com apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Puro Sangre Lusitano (ABPSL), a segunda edição pôde contar com quatro juízes: Claudia Mesquita, Lindinha Macedo, Márcio Navarro de Camargo e Syllas Jadach.

Antes de começar as avaliações das reprises filmadas, Claudia Mesquita passou um vídeo e deu uma breve explicação acerca do que juízes buscam com os julgamentos de cavalos novos. A juíza FEI 4* também mostrou filmes sobre conceitos básicos de adestramento, como, por exemplo, a definição das andaduras e a diferença entre os movimentos laterais. “A gente parte do dez e vai tirando, então, para se chegar à nota oito há uma série de componentes que influenciam a nota”, explicou.

>>> Claudia Mesquita: juízes têm missão de avaliar o conjunto e seguir o regulamento

Na segunda edição, os juízes, especialmente Mesquita e Macedo, enfatizaram o que amazonas e cavaleiros podem fazer para melhorar os exercícios e, consequentemente, aumentar a nota. O tom foi de crítica construtiva. “Adestramento é difícil, cheio de nuances. É preciso entender que tudo vem do posterior, tudo vem de trás, é o pé que vai te nortear para frente”, ressaltou Lindinha Macedo. A juíza achou a iniciativa excepcional para melhorar a interação entre juízes e cavaleiros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Adestramento Brasil acompanhou a apresentação dos julgamentos no período da tarde e lista abaixo algumas das orientações e dicas dadas pelos juízes:

    • O contato tem de ser constante
    • Definir bem as transições
    • Dar chamadas nos cantos, encurvando os cavalos
    • Cessão à perna tem de ser paralela à cerca
    • Se o juiz bater o sino, o conjunto tem um tempo para recomeçar a figura. Acalme-se, respire e recomece a figura, não deixando que um erro atrapalhe o resto da apresentação
    • No passo livre, a rédea é solta, sem contato. Uma leve oscilada é aceitável, porque se está conduzindo o cavalo somente com as pernas
    • Mudar de mão (galope) pelo trote, tem de dar de três a cinco passadas de trote antes de pedir o galope na outra mão
    • Mudança de pé simples, ou seja, pelo passo, precisa caracterizar bem o passo antes de pedir galope para o outro lado
    • Ao alongar o galope, o cavalo tem de ganhar terreno e não ficar em um galope corrido
    • No traver e renvers, não é só mudar a cabeça do cavalo, tem de encurvar o cavalo nas costelas
    • Exercícios no cavalete ajudam para melhorar o passo, inclusive, mesclando as alturas (um mais alto, outro baixo)
    • Subir morro também é um ótimo exercício
    • Levantar o cavalo nos cantos antes de pedir o trote alongado
    • No alto, tem de fazer o alto e parar. A nota é na primeira parada e não depois das “arrumadinhas”
    • No apoio, deve-se ter cuidado para não ficar com a garupa atravessada. O cavalo deve olhar para onde vai e estar encurvado na costela
    • O passo alongado exige contato
    • O juiz avalia a postura do cavaleiro e o conjunto formado
    • Na reprise prêmio São Jorge, alguns erros não são admissíveis: o passo não pode ser torto; as mudanças e as figuras têm de ser feitas na letras, no lugar certo e indicado; as linhas têm de ser retas (retidão)
    • Muitas figuras nas reprises são correlacionadas, seguem uma lógica, atentem-se a isto

LOGO_ABPSL


canal de notícias 
Isto é Lusitano tem o patrocínio Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Puro Sangre Lusitano

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.