Como se faz piaffe?

AB_Pergunte_expert-peqO piaffe é um movimento diagonal altamente reunido, cadenciado e elevado que dá a
impressão de realizar-se no mesmo lugar. Seu objetivo é demonstrar o mais alto grau de reunião e deve sempre contar com uma impulsão enérgica e ser caracterizado por um equilíbrio perfeito. Adestramento Brasil recebeu uma questão sobre como se faz o piaffe? Que estímulos são precisos dar ao cavalo? O cavaleiro e treinador Ndzinji Pontes se encarregou da resposta.

Pontes começou o contato com cavalos aos dez anos de idade e, aos 22,  já atuava profissionalmente. Ele tem formação como equitador acadêmico na Quinta da Fonte Santa, sob instrução de Francisco Bessa de Carvalho, em Lisboa (Portugal). Foi equitador de cavalos ibéricos na The Nobel Horse, em Chicago (EUA) e instrutor de equitação na Pine Lodge School of Classical Equitation, em Norwich, na Inglaterra. Atualmente, aos 44 anos, ele treina cavalos desde a base até o grande prêmio. Confira as dicas:

“Para responder a essa pergunta terei de relembrar alguns pré-requisitos básicos necessários para esse exercício.
O piaffe deve ser introduzido no final do segundo ano, entrada do terceiro após doma, pois a reunião é o último passo dentro da escala de ensino de um cavalo. Antes de ensinar o piaffe, o cavalo deverá saber executar todos os movimentos da escala de treinamento que antecedem a reunião, tais como:

-Transitar andamentos e molduras (passo-trote / trote-galope / galope-trote / trote-passo / passo-galope / galope-passo);
– Conhecer ajudas de rédea e pernas;
– Movimentos laterais (ceder à perna / espádua adentro / apoio/ travers e renvers que são variações).

Ndzinji Pontes_piaffer_chaoExistem várias maneiras de convidar o cavalo ao exercício de piaffe; citarei as três que mais gosto e uso com meus cavalos:

1. Transições dentro do trote (trote reunido / trote de trabalho / trote médio e trote médio / trote de trabalho / trote reunido). Na fase da transição entre trote de trabalho e trote reunido, deve-se usar estímulos suaves de vara em cima da garupa e também a ajuda da voz. É necessário ter em mente trazer o trote reunido para o trote no mesmo lugar uma a duas passadas e, depois, deixá-lo avançar, tornando, assim, o trabalho a trote o mais elástico possível.

2. Cavalo montado e outro profissional do chão com a vara dando toques pausados para estimular a reunião.

3. Trabalho de chão com vara, no qual, por meio da transição de passo-recuo / recuo-passo, faz-se o exercício chamado ballancé para se chegar ao movimento de reunião chamado piaffe

É importante alertar que uma má introdução do exercício de piaffe ou se feita antes do tempo poderá criar um mecanismo de defesa, onde todas as vezes que o cavalo passar por estresse ou ansiedade executará o piaffe e caso o cavaleiro perca o controle da moldura mental do cavalo dentro do exercício o cavalo poderá empinar, corcovear e até disparar.”

A seção Pergunte ao expert tem como objetivo responder a dúvidas enviadas pelos leitores. A cada questão selecionamos um atleta profissional para respondê-la. Tem alguma pergunta? Envie para contato@adestramentobrasil.com


Apoie_AB_PayPalAssim como diversos sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas convida os leitores a colaborar financeiramente com a produção editorial. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.