De exame de compra a comissões: o que envolve a compra de um cavalo

O que um amador precisa levar em consideração ao comprar um cavalo? Além da escolha do animal ideal, que forme um bom conjunto, a aquisição, normalmente, envolve uma série de etapas, como exame de compra, e profissionais desempenhando funções variadas e que são remunerados por isto. As comissões, que, em alguns casos, chegam a virar uma “cascata”, é um assunto delicado no universo do hipismo. Foi sobre esses assuntos que Adestramento Brasil entrevistou em vídeo o veterinário Raul Maura Silva, que trabalha há 25 anos com cavalos de esporte.

“O amador vai passar por diversas fases de competição e fases do próprio conhecimento e desempenho de equitação. Então, a primeira coisa que ele deve saber é qual o tipo de cavalo que ele precisa. É um cavalo professor, mais fogoso, mais treinado, menos treinado? Para isso, eu recomendo seriamente uma ajuda profissional para encontrar este cavalo”, explicou Raul Maura Silva.

Questionado sobre o funcionamento das comissões, o especialista reconheceu que é uma situação delicada no meio do hipismo. “Pode acontecer de virar uma cascata de comissões ou uma cascata de interesses, que pode ser ainda pior que comissões, e invariavelmente esta conta acaba ficando com quem compra”, disse.

Raul Silva também defendeu que o exame de compra é fundamental, mas alertou que o mesmo tem de ser bem pesado e orientado para a utilização do cavalo. “Um exame de compra para um cavalo que vai ter uma exigência menor é menos importante que para um cavalo que terá uma exigência muito maior de treinamento e competição. O que falamos é que não podemos permitir que um exame acabe com um sonho, que pode ser concretizado mesmo com um detalhe em uma radiografia ou com uma situação que pode ser contornada”, ressaltou.

Ao veterinário cabe examinar e apresentar o laudo, uma opinião médica. “Os envolvidos na compra têm de ter independência e coragem de entender que um pequeno problema que pode aparecer daqui a alguns anos é um fator que talvez não seja determinante para se deixar de comprar um cavalo que formou um bom conjunto”, completa.

Horse Alliance
Com objetivo de profissionalizar o universo de compra e venda de cavalos de esporte e, em especial de adestramento, Raul Silva idealizou a Horse Alliance. Ele fechou com dois criadores — o Haras Crystal e a Coudelaria Alegria dos Pinhais — para comercializar seus animais. “Quero normatizar o mercado de vendas de cavalos para evitar a cascata de comissões”, pontuou, acrescentando que os bons instrutores e treinadores têm foco em achar o cavalo que o aluno precisa, porque é o aluno o maior interessado.

Confira a entrevista:


Apoie_AB_PayPalAssim como diversos sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas dependemos do apoio de leitores como você para continuar existindo. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.