COB aumenta repasses às confederações e CBH receberá, em 2021, R$ 3,76 milhões

O repasse do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) para o próximo ano aumentou dos R$ 3.160.328,16 previstos em 2020 para R$ 3.768.849,32. No total, o COB distribuirá de forma direta R$ 150 milhões dos recursos ordinários da Lei 13.756 (Lei das Loterias – antiga Lei Agnelo/Piva) às Confederações Brasileiras Olímpicas em 2021. Segundo a entidade, trata-se de um aumento de 25% em relação a 2020 e do maior valor para investimento nas modalidades desde 2001, quando a lei foi criada. Em 2019, a CBH recebeu R$ 2,7 milhões.


Apoie_AB

Se você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!

Prefere anunciar? Confira o mídia kit e fique por dentro das opções para divulgar a sua marca: escreva para contato@adestramentobrasil.com


O repasse dos recursos das Loterias para as modalidades esportivas está baseado nos mesmos 12 critérios adotados em 2020, sendo dez esportivos e dois de gestão. São levados em conta para o repasse se a modalidade foi medalhista no último Campeonato Mundial Adulto e no no último Campeonato Mundial de base, medalhista na última edição de Jogos Olímpicos, além de prestação de contas. Confira abaixo a lista dos critérios, bem como quanto cada modalidade receberá de repasse.

Porém, tendo em vista que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) alterou o calendário esportivo mundial e o planejamento das modalidades olímpicas, duas sugestões foram propostas para evitar possíveis prejuízos às entidades. No critério “prestação de contas”, será considerada a melhor nota dos últimos dois anos (períodos selecionados: 01/10/2018 a 30/09/2019 e 01/10/2019 a 30/09/2020).

Já na área esportiva, a opção do COB foi pela nota de 2019, tendo em vista o cancelamento da maioria das competições em 2020. No entanto, nesse caso, apesar de normalmente serem considerados os resultados alcançados até 30 de setembro, o COB abriu a possibilidade da inclusão dos resultados obtidos entre outubro e dezembro de 2019. Já os esportes que foram incluídos no programa olímpico dos Jogos de Tóquio (beisebol/softbol, escalada esportiva, karatê, skate e surfe), que vinham recebendo o recurso ordinário com base no piso estipulado para cada confederação, agora passam a serem incluídos também nos 12 critérios que definem o repasse por mérito.

Balanço CBH
O balanço da Confederação Brasileira de Hipismo referente ao ano de 2019 (documento aqui) mostra que a entidade fechou o ano com superávit de R$ 403.581, abaixo dos R$ 560.514 de 2018 e dos R$ 707.041 de 2017. No balanço de 2019, a CBH aponta que recebeu R$ 3.124.329 de recursos do Comitê Olímpico do Brasil e R$ 1.573.965 do Comitê Paraolímpico Brasileiro. Além desta verba, a CBH contou com R$ 3.205.511 de recursos próprios ordinários, superior aos R$ 3.082.657 de 2018 e com R$ 776.874 de recursos de terceiros, totalizando receita operacional líquida de R$ 7.678.700.

A receita de recursos próprios advém de taxas de concursos, mensalidades, registros, emissão de selos e passaportes de equinos, dentre outras. Ainda em recursos próprios são contabilizados os valores recebidos de atletas para repasse à Federação Equestre Internacional. m 2019 a CBH teve como patrocinador a Guabi Nutrição, Barbara Laffranchi e outras pessoas físicas.

Confira abaixo os valores ordinários que serão repassados a cada modalidade olímpica em 2021:

Atletismo: R$5.865.449,24
Badminton: R$3.392.978,61
Basquete: R$3.754.193,81
Beisebol e Softbol: R$2.994.693,59
Boxe: R$6.666.329,72
Canoagem: R$5.965.164,18
Ciclismo: R$3.773.159,76
Desportos Aquáticos: R$5.188.853,23
Desportos na Neve: R$3.317.976,88
Desportos no Gelo: R$3.274.441,40
Escalada Esportiva: R$2.958.485,86
Esgrima: R$4.810.970,98
Ginástica: R$7.198.238,50
Golfe: R$3.311.942,26
Handebol: R$3.635.656,60
Hipismo: R$3.768.849,32
Hóquei sobre Grama: R$3.174.870,15
Judô: R$7.504.998,42
Karatê: R$4.262.538,83
Levantamento de Pesos: R$4.026.613,86
Pentatlo Moderno: R$3.363.667,59
Remo: R$3.392.547,56
Rugby: R$3.219.698,76
Skate: R$4.328.632,30
Surfe: R$4.407.513,42
Taekwondo: R$5.295.321,19
Tênis: R$4.002.906,42
Tênis de Mesa: R$3.817.126,29
Tiro com Arco: R$3.166.680,30
Tiro Esportivo: R$5.115.000,95
Triatlo: R$3.377.892,05
Vela: R$6.407.272,04
Vôlei: R$7.471.089,60
Wrestling: R$3.788.246,32

Os 12 critérios (e seus respectivos pesos) utilizados para a distribuição são:

– Medalhista no último Campeonato Mundial Adulto (17,4%)
– Medalhista na última edição de Jogos Olímpicos (15,2%)
– Medalhista no último Campeonato Mundial de base (15,2%)
– Multimedalhista na última edição dos Jogos Olímpicos (10,4%)
– Prestação de Contas – Qualifica a performance das Confederações nos processos de prestação de contas da Lei Agnelo/Piva no ano corrente (9,1%)
– Medalhista na penúltima edição dos Jogos Olímpicos (7,8%)
– Programa Gestão, Ética e Transparência (6,5%)
– Medalhista na última edição de Jogos Pan-americanos (3,9%)
– Top 8 nas duas últimas edições dos Jogos Olímpicos (3,9%)
– Número de eventos com participação brasileira na última edição dos Jogos Olímpicos (3,9%)
– Top 8 em Campeonato Mundial adulto nos últimos 4 anos (3,9%)
– Top 8 no último Campeonato Mundial de base (2,6%)

Com informações do COB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.