Oito países partem do zero na busca por medalha por equipes

Alemanha, Grã-Bretanha, Dinamarca, Estados Unidos, Holanda, Suécia, Portugal e Espanha são os países cujos conjuntos lutarão pelas medalhas de ouro, prata e bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Diferentemente do Rio 2016, as pontuações do grande prêmio não são transportadas para o GPS. Assim, as equipes começam do zero, na próxima terça, 27/7, às 17h de Tóquio (5h de Brasília) para a final por equipes nas provas de grande prêmio especial com música.

Apoie_AB

Informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores e anunciantes do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.Clique e seja um apoiador via Paypal. Você que escolhe o valor! Você também pode contribuir anunciando ou fazendo Pix (contato@adestramentobrasil.com)

A Holanda havia finalizado o primeiro dia de competições em grande prêmio na frente, no entanto, apenas uma amazona da Alemanha havia entrado em pista até então: Jessica Von Bredow-Werndl, que obteve o porcentual mais alto do GP ao fazer 84,379% com TSF Dalera. Ao incorporar as notas de Dorothee Schneider e Showtime (78,820%) e os 82,500 da número um do mundo Isabell Werth e Bella Rose (foto), a multicampeã Alemanha ficou à frente.

Desde que a competição por equipes foi introduzida em Amsterdã (Holanda) em 1928, quando a Alemanha derrotou a Suécia, que levou a prata, e a Holanda que ficou com o bronze, a Alemanha venceu 13 das 20 competições olímpicas por equipes. Será que a 14ª medalha de ouro será em Tóquio? O país é favorito!

Pelas novas regras, todos os países entram com uma “folha em branco”. Isso significa que eles não carregam a pontuação obtida na prova de GP. Para alguns, isso pode significar um recomeço ao competir o grande prêmio especial com música.

Entram na disputa os oito melhores times na prova de GP e nenhum competidor individual é permitido. Pela primeira vez em uma Olimpíada, o GPS será executado ao som da música indicada pelo atleta, mas a escolha da música não afetará as notas.

Se uma equipe desistir antes do início da competição, ela será substituída pela próxima equipe classificada até duas horas antes do início do GPS. No caso em que mais de oito equipes se qualificam para o grande prêmio especial devido a um empate, se uma equipe desistir antes do início da competição, permanecem, sem inclusão, as oito equipes qualificadas.

Substituições — Durante o período entre a qualificatória por equipe (grande prêmio) e até duas horas antes do início da final por equipe (grande prêmio especial com música), o chefe de equipe pode substituir uma combinação de atleta/cavalo com o conjunto alternativo/reserva. Em todos os casos de substituição, o conjunto substituto não terá o direito de competir na final individual no GP freestyle.

Ordem de entrada — A ordem de entrada para a final por equipes será dividida em três grupos com oito conjuntos, sendo que em cada bloco haverá um representante de cada país. A divisão dos conjuntos é indicada pelos chefes de equipes, que precisam anunciar quem compete em qual bloco em um envelope lacrado a ser entregue ao delegado técnico não depois que 30 minutos após o término da competição do GP.

No primeiro e segundo grupos, os atletas apontados pelos chefes de equipe começarão na ordem inversa aos resultados do GP. Depois que o primeiro e o segundo grupos competirem, haverá um intervalo entre 45 e 60 minutos antes do início do terceiro grupo. A ordem de entrada para o terceiro grupo é somente divulgada aí, pois os conjuntos entram em pista na ordem reversa, pior para o melhor resultado, com base nos resultados dos atletas da equipe que competiram nos dois primeiros grupos no GPS.

Classificação — Apenas o grande prêmio especial com música conta para a classificação por equipe. Vence a equipe com a maior somatória de pontos dos três conjuntos após seus resultados do GPS. A segunda equipe colocada é aquela com o próximo maior total de pontos e assim por diante.

O resultado final para cada equipe deve ser dado em pontos. A pontuação total para a classificação é obtida somando os pontos totais em cada uma das fichas dos juízes, eventualmente corrigidas para alterações pelo JSP.

Em caso de igualdade de pontos, a equipe vencedora é aquela cujo conjunto com a menor classificação no grande prêmio especial com música tiver o melhor resultado no grande prêmio
especial com música. Se ainda houver empate, a mesma regra será aplicada ao segundo mais baixo classificado e assim por diante

Classificados individuais — Os 18 conjuntos que passaram para a decisão da medalha individual de quarta-feira também foram confirmados. Disputam o GP estilo livre os dois melhores de cada um dos seis grupos de qualificação — Charlotte Fry e Charlotte Dujardin (Grã-Bretanha), Therese Nilshagen e Juliette Ramel (Suécia), Cathrine Dufour e Carina Cassoe Kruth (Dinamarca), Edward Gal (Holanda), Jessica von Bredow-Werndl, Dorothee Schneider e Isabell Werth (Alemanha), Sabine Schut-Kery e Adrienne Lyle (Estados Unidos) — e também são qualificados os seis melhores indivíduos, à parte dos líderes dos grupos: Nanna Skodborg Merrald (Dinamarca), Beatriz Ferrer-Salat (Espanha), Hans Peter Minderhoud (Holanda), Carl Hester (Grã-Bretanha), Rodrigo Torres (Portugal) e Steffen Peters (EUA).

 Foto: FEI/Shannon Brinkman

Acompanhe a cobertura de Adestramento Brasil sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 – página especial

Uma resposta para “Oito países partem do zero na busca por medalha por equipes”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.