Tag: Jogos Olímpicos

Tóquio 2020: países que não confirmarem equipe podem indicar um conjunto para vaga individual

Caso o Brasil não consiga entregar o certificado de capacidade (“NOC Certificate of Capability”) para confirmar a vaga por equipe Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, conquistada com a medalha de bronze por equipe nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o País terá direito a uma vaga individual e o conjunto deverá ser apontado até 1º de junho de 2020 pela Confederação Brasileira de Hipismo Leia mais

Edneu José Senhorini estreia com Zinco em CDI 3* em Lisboa

O cavaleiro representante da Coudelaria Rocas do Vouga Edneu José Senhorini estreou com Zinco no concurso de adestramento internacional (CDI 3*) em Lisboa nesta sexta-feira (04/10). O conjunto está competindo em big tour. “Entrei nessa prova para sentir o cavalo em competições”, explicou.
Leia mais

México se organiza para brigar por vaga individual para Tóquio 2020

De olho em conquistar uma vaga individual nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o México publicou os critérios de seleção do conjunto que poderá representar o país na próxima olimpíada. O México ficou em quarto nos Jogos Pan-Americanos e perdeu a chance de competir por equipe em Tóquio 2020 para o Canadá (ouro) e para o Brasil (bronze) — o Pan do Peru designou duas vagas para a olimpíada, sendo que os EUA já haviam assegurado o lugar ao ficar em segundo nos Jogos Equestres Mundiais (WEG — Tryon).
Leia mais

Tóquio 2020: seleção do time EUA mira conjuntos com notas acima de 74%

Com a vaga conquistada nos Jogos Equestres Mundiais (WEG – Tryon) e sem problemas para entregar o “NOC Certificate of Capability”, os Estados Unidos divulgaram um documento extenso e bastante detalhado de 14 páginas especificando como se dará a seleção do time que representará o país no Japão.
Leia mais

Tóquio 2020: CBH busca notas acima de 68% e garante vaga a melhor com índices em 2019

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) busca resultados acima dos 68% em provas de grande prêmio, tanto com juiz FEI 5* quanto no porcentual final, para a formação da equipe titular que representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Além disto, será reserva do time o conjunto que obtiver a média mais alta considerando seus dois melhores resultados em provas de GP disputadas entre os Jogos Pan-Americanos de Lima e 31 de dezembro de 2019, nas provas validadas pela Federação Equestre Internacional (FEI), mas desde que apresente, pelo menos, um resultado acima de 66% em 2020.  Leia mais