Tag: Paraequestre

Luiz Menin, cavaleiro paraequestre: “O cavalo tem de entender nossa deficiência”

Luiz Felipe Menin teve paralisia cerebral ao nascer. Faltou oxigenação. Ele andou aos cinco anos de idade, em parte graças ao trabalho da equoterapia, que começou com apenas um ano. Aos 14 anos, já havia evoluído tudo que a equoterapia tinha a lhe oferecer. Para não deixar o cavalo, sua paixão desde sempre, decidiu treinar e competir no adestramento paraequestre. Leia mais

FPH terá campeonato paulista paraequestre e mira disputa do brasileiro

A Federação Paulista de Hipismo (FPH) planeja a realização de um campeonato paulista paraequestre em 2018 e também enviar uma representação do Estado para o campeonato brasileiro, contou o diretor de paraequestre da FPH, Syllas Jadach, em entrevista exclusiva ao Adestramento Brasil. Jadach também é coordenador de equoterapia do regimento de polícia montada 9 de julho e juiz estadual de adestramento clássico. Leia mais

CBH divulga calendário 2018

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) divulgou, nessa terça-feira (24/10), o calendário oficial das competições já agendadas para o ano que vem. Estão previstos, por enquanto, apenas um concurso de adestramento internacional (CDI3*) e dois nacionais, além de dois Desafios Brasil e um campeonato paraequestre. Leia mais

Rodolpho Riskalla busca vaga para Jogos Mundiais de Tryon

Morando na Europa, Rodolpho Riskalla está de olho em uma vaga para integrar o time brasileiro nos Jogos Paraequestres Mundiais em Tryon no ano que vem. Com o garanhão hannoveriano de 14 anos, Don Henrico, o cavaleiro ganhou o Premio Allege Ideal no CDI 3* em Nice. Agora, ele busca patrocínio para poder disputar mais concursos internacionais e tentar representar o Brasil no WEG 2018. Leia mais

Adestramento paraequestre não é equoterapia melhorada

O adestramento paraequestre é igual ao adestramento regular. A única diferença é que os cavaleiros e amazonas têm lesões físicas e passam por avaliações para serem classificados segundo o grau das deficiências. Assim explicou Gabriele Brigitte Walter, classificadora oficial da Federação Equestre Internacional (FEI), ao Adestramento Brasil o funcionamento da modalidade que, ao longo dos anos, conferiu ao Brasil várias medalhas paralímpicas e de outras competições. Leia mais