Tag: Sérgio Oliva

FEI confirma dois conjuntos brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

O Brasil estará representado nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 com dois conjuntos. A Federação Equestre Internacional divulgou, nesta sexta-feita 7/2, a lista das nações classificadas e nela constam duas cotas para o Brasil competir no individual. O País perdeu a vaga por equipe para o Canadá. Depois de disputar CPEDIs na Europa, os brasileiros somaram 828 pontos e não conseguiram ficar à frente dos canadenses, que obtiveram 839.
Leia mais

Na Europa, brasileiros competem para assegurar vaga por equipe no paraequestre

ATUALIZADA – Atletas brasileiros que competem no paraequestre estão na Europa para nova temporada de provas visando a assegurar a vaga por equipe nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O Brasil está brigando com o Canadá pela cota. Na última atualização do ranking FEI, em 31 de dezembro, o Brasil estava à frente do Canadá com 826 e 825 pontos respectivamente. Ambos os países estão disputando CPEDIs neste mês com objetivo de melhorar a pontuação. “Nossa estratégia é competir e treinar na Europa durante janeiro”, disse diretora do paraequestre da CBH, Marcela Parsons, ao Adestramento Brasil.
Leia mais

Na busca por classificação para Tóquio 2020, paraequestre brasileiro vence em Hartpury

O time brasileiro de adestramento paraequestre teve vitórias no Hartpury Festival of Dressage, na Inglaterra. Os atletas estão tentando colocação para garantir a participação da equipe nos Jogos Paralímpicos de Tóquio no ano que vem. Sergio Oliva com Coco Chanel M venceu no grau 1 com 72,786% e ficou em 3º no estilo livre com 70,933%. No grau 4, Rodolpho Riskalla e Don Henrico venceram com 72,400% no grau 4 e no freestyle (76,860%). “Brasil conseguiu ficar em segundo por equipes e estou feliz de ter conseguido ajudar o Brasil a subir de pontuação no Ranking FEI. Continuamos na busca da vaga para Tóquio 2020 por equipes”, disse Oliva ao Adestramento Brasil após as provas de quarta 3/7.
Leia mais

Brasileiro do paraequestre será em agosto; foco da CBH está nas seletivas para Tóquio

ATUALIZADA* – O Campeonato Brasileiro de Adestramento Paraequestre vai ocorrer de 2 a 4 de agosto em Brasília, já que no primeiro semestre o foco da Confederação Brasileira de Hipismo estará voltado para a qualificação do Brasil para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. “Temos um processo longo de qualificação e o sistema está muito difícil para a gente, então, neste primeiro semestre estaremos focados em qualificar a equipe. Temos dois atletas em alto nível que podem nos ajudar muito, que são o Rodolpho Riskalla e o Sergio Oliva”, disse a diretora do paraequestre da CBH, Marcela Parsons. Leia mais

Após WEG, Rodolpho Riskalla sobe de 79º para 9º do mundo no paraequestre

Depois de duas medalhas de prata no individual na edição deste ano dos Jogos Equestres Mundiais, realizada em Tryon (EUA), o brasileiro Rodolpho Riskalla subiu da 79ª para a nona posição no ranking mundial do adestramento paraequestre da Federação Equestre Mundial. No ranking que considera apenas os conjuntos do grau quatro, Riskalla é o líder. Leia mais