Tag: Jogos Paralímpicos

FEI confirma dois conjuntos brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

O Brasil estará representado nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 com dois conjuntos. A Federação Equestre Internacional divulgou, nesta sexta-feita 7/2, a lista das nações classificadas e nela constam duas cotas para o Brasil competir no individual. O País perdeu a vaga por equipe para o Canadá. Depois de disputar CPEDIs na Europa, os brasileiros somaram 828 pontos e não conseguiram ficar à frente dos canadenses, que obtiveram 839.
Leia mais

Brasil fica fora da disputa por equipes nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

Após disputarem CPEDIs na Europa, os brasileiros não conseguiram a vaga por equipe para os Jogos Paralímpicos de Tóquio. Os resultados oficiais ainda serão divulgados pela Federação Equestre Internacional, mas, em sua conta em rede social, a diretora do paraequestre da CBH, Marcela Parsons, lamentou o Brasil não ter conseguido a vaga por equipe e ressaltou os expressivos resultados individuais. “Já estamos com o passaporte carimbado para os Jogos. As expectativas são muito boas e grandes chances de medalhas para o Brasil”, escreveu.
Leia mais

De olho na vaga paralímpica, equipe do Canadá soma 416.313 pontos no AGDF

O time do Canadá de paraequestre somou 416.313 pontos na terceira semana do Adequan Global Dressage Festival (AGDF), que está sendo realizado em Wellington (Estados Unidos).  Canadá e Brasil estão brigando pela cota por equipe nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Os três países mais bem colocados das regiões África, Américas, Ásia, Europa e Oceania obtém uma cota para seus respectivos países, independentemente do grau. Leia mais

Rodolpho Riskalla diz à TV que quer disputar Olimpíada e Paraolimpíada

O atleta brasileiro Rodolpho Riskalla tem, segundo mostrou reportagem da TV Globo, pretensão de disputar os Jogos Olímpicos, além dos Paralímpicos. O Esporte Espetacular fez uma reportagem mostrando a trajetória do cavaleiro. Nela, afirmou que a meta atual de Riskalla é, com Don Enrico, disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio e que ele também quer competir nos Jogos Olímpicos, mas ainda precisa de um cavalo com passaporte brasileiro — segundo o regulamento da FEI, os animais devem estar em nome de brasileiros até 15 de janeiro de 2020. “Ambição tem de ter, é assim que conseguimos medalha e bom resultado”, disse Rodolpho Riskalla.
Leia mais

Na busca por classificação para Tóquio 2020, paraequestre brasileiro vence em Hartpury

O time brasileiro de adestramento paraequestre teve vitórias no Hartpury Festival of Dressage, na Inglaterra. Os atletas estão tentando colocação para garantir a participação da equipe nos Jogos Paralímpicos de Tóquio no ano que vem. Sergio Oliva com Coco Chanel M venceu no grau 1 com 72,786% e ficou em 3º no estilo livre com 70,933%. No grau 4, Rodolpho Riskalla e Don Henrico venceram com 72,400% no grau 4 e no freestyle (76,860%). “Brasil conseguiu ficar em segundo por equipes e estou feliz de ter conseguido ajudar o Brasil a subir de pontuação no Ranking FEI. Continuamos na busca da vaga para Tóquio 2020 por equipes”, disse Oliva ao Adestramento Brasil após as provas de quarta 3/7.
Leia mais