Campeonato Brasileiro Paraequestre qualifica para Jogos Mundiais

O Campeonato Brasileiro Paraequestre será válido como qualificatória para duas competições internacionais, sendo uma delas os Jogos Equestre Mundiais, que ocorrem em setembro, nos Estados Unidos. Serão qualificados os três cavaleiros e/ou amazonas que tiverem o maior porcentual, independentemente do grau, com percentual mínimo de 65%.

O campeonato começa nesta sexta-feira (23/3) e vai até domingo (25/3) no Centro Hípico do Gama, em Brasília (DF). A competição acontece nos graus 1 a 5 (maior ao menor grau de comprometimento físico do atleta), além de uma série de novatos (nos mesmos graus).

O júri de campo será composto pela juíza internacional Claudia Mesquita (presidente) e por Arnaldo Conde Filho, Maj. Paulo Teixeira, Juarez Marcon e Maria Luiza Dal Pai.

WhatsApp

No sábado, ocorre a prova para cavaleiros novatos, na qual competem atletas previamente classificados e que nunca tenham participado da série principal. A premiação será feita junto com graus misturados levando em consideração o maior porcentual de 1° a 5° lugar.

As provas dos graus 1 a 5 ocorrem de sexta a domingo, sendo no último dia a execução da reprise estilo livre.

No grau 1, o cavaleiro paralímpico Sérgio Oliva está em busca do bicampeonato em WEG—Tryon 2018. Medalha de bronze no Rio 2016, o Oliva já participou de três Jogos Olímpicos, três Jogos Equestres Mundiais, foi sete vezes campeão brasileiro e uma vez campeão mundial. Hoje, aos 35 anos, ele tem um novo sonho.

“Quero ser bicampeão mundial nos Estados Unidos”, disse, em entrevista ao Adestramento Brasil. “Eu já tenho índice para disputar, estou pré-qualificado”, explicou. As seletivas ainda estão ocorrendo e a equipe brasileira que disputará os Jogos Equestres Mundiais ainda não está definida.

De São Paulo
Dos 20 conjuntos inscritos, 14 representam a Federação Hípica de Brasília, cinco a Federação Paulista de Hipismo e um a Federação Hípica de Minas Gerais. Pela primeira vez uma amazona da Sociedade Hípica Paulista participa do Campeonato Brasileiro de Adestramento Paraquestre.

Andréa Ursula de Oliveira Lima (foto), de 38 anos, vai competir no grau 2, ao lado de nomes já consagrados como Marcos Fernandes Alves, o Joca, dono duas medalhas de bronze nas Paralimpíadas 2008, títulos internacionais e por diversas vezes campeão brasileiro.

A amazona paulista tem paraplegia em decorrência de um acidente automobilístico ocorrido em 2003. Seis anos mais tarde, ela começou a se interessar por esportes. A atleta começou no hipismo por meio da equoterapia, em junho de 2016.

Confira o programa completo aqui.

>> Leia todas as matérias sobre o  Campeonato Brasileiro Paraequestre.

Foto: divulgação

2 respostas para ‘Campeonato Brasileiro Paraequestre qualifica para Jogos Mundiais’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s