CBH libera selo até média 1 para CBA e Taça Brasil

O Campeonato Brasileiro de Adestramento e a Taça Brasil ocorrem de 8 a 11 de novembro na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo. A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) manteve a política de isenção do selo da entidade para conjuntos competindo nas séries pôneis, iniciantes, elementar (amadores e profissionais), preliminar (amadores e profissionais), mirim e minimirim.  

patrocine_CBA

A isenção vale para as competições nacionais (por exemplo, concurso de adestramento nacional e campeonato brasileiro) para cavalos competindo com amadores ou profissionais até a média 1 (não inclusive a média 1) . A dispensa do selo, que também ocorreu em 2017, é um incentivo da CBH com o objetivo de atrair mais participantes para as provas nacionais.

“A CBH está dispensando o selo para iniciante, elementar, preliminar, pônei, mirim, minimirim e cavalos novos. Tanto para amador como profissional. E vale para todas as provas nacionais de adestramento deste ano”, explicou à época a diretora de adestramento da CBH, Sandra Smith de Oliveira Martins.

O selo CBH custa R$ 738,00 e o passaporte, R$ 179. Leia aqui matéria sobre os valores cobrados pela confederação em 2018.

CBA e Taça Brasil
O programa tem júri de campo formado por seis juízes, sendo três internacionais. O júri de campo será presidido pela juíza internacional FEI 4* Claudia Mesquita e será composto pela juíza FEI 4* Sandra Smith de Oliveira Martins, pelo juiz FEI 2* Marcio Navarro de Camargo e pelas juízas nacionais Rosalind Flosi de Vasconcellos Macedo, Sonia Hanssen e Claudia Marcia de Sant’Anna.

As competições começam dia 9 de novembro, com a inspeção veterinária, que é obrigatória e ocorre das 9 às 10 horas, com apresentação dos animais por ordem de chegada. As provas ocorrem dia 10 (sábado) e 11 (domingo). As reprises a serem apresentadas pelos amadores e profissionais, nas séries de elementar a forte 1, serão as de número dois e três.

Serão premiados com medalhas e escarapelas do 1º ao 3º colocados nas provas e com troféus os campeões de cada série, ou seja, quem somar mais pontos nas duas provas. As inscrições custam R$ 350 (exceto para pônei escola, cujo valor é R$ 150) e devem ser feitas por e-mail por meio da federação e com cópia para a SHP até o dia 1º de novembro.

Cada concorrente poderá concorrer, em cada série, com até três animais. Os cavalos que forem ficar estabulados na SHP poderão ficar na hípica a partir das 8 horas dia 07 de novembro até às 18 horas do dia 11 de novembro de 2018. O valor é de R$ 350 por cavalo estabulado e R$ 350 por quarto de sela, caso seja necessário.

Entenda as diferenças:

CBA — Campeonato Brasileiro de Adestramento

• É o campeonato mais importante do ano.
• Organizado em um único fim de semana, quando são disputadas provas de diversas séries e categorias para definir o campeão e vice-campeão brasileiro do ano em vigor.
• Séries e categorias: seniores top (GP); seniores (forte 2); amadores das séries elementar, preliminar, média 1, média 2 e forte 1; amador top; jovens cavaleiros; juniores; mirins; minimirins; cavalos novos de 4, de 5 e de 6 e 7 anos; minimirins pônei, mirins pôneis e pônei escola.
• Conta para o ranking CBH com pontuação especial.

Taça Brasil

• Equivale ao CBA, mas é apenas as categorias profissionais.
• Séries e categorias: iniciantes; profissional elementar; profissional preliminar; profissional média I; profissional média II; profissional forte I e série intermediaria (medium tour).
• Define o campeão do ano em curso.
• Conta para o ranking CBH com pontuação especial.

Edição de 2017
No ano passado, o CBA e a Taça Brasil foram disputados na Sociedade Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro, junto com o terceiro e último concurso de adestramento internacional (CDI) de 2017. Leia a cobertura completa dos campeonatos.

Quase 70 conjuntos, representando as federações de São Paulo, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, além do Regimento Nove de Julho de SP, Escola de Equitação do Exército e Círculo Militar de Polo, disputaram o campeonato brasileiro de adestramento 2017 para amadores e jovens talentos, a Taça Brasil para profissionais e o brasileiro de cavalos novos, sênior (forte 2) e sênior top (especial — GP).

Em amador, a série mais concorrida foi a elementar, com 11 conjuntos e vitória para vitória para Carolina de Arruda Botelho, representando a Federação Paulista de Hipismo (FPH), que ganhou com o brasileiro de hipismo Chronus Santa Dalila (TE) e nota final de 67,323%. No profissional, a série mais concorrida foi a média 1, com cinco conjuntos e vitória para Alexandre Morais de Oliveira, da FPH – Sociedade Hípica Paulista, com J.A. Orpheu-do-Carnaval e total de 69,128%. Sergio Castany de Fiori com Hiroshi AMM ficou em segundo (65,046%).

>>> Confira cobertura especial do Campeonato Brasileiro e da Taça Brasil

Anúncios

2 respostas para ‘CBH libera selo até média 1 para CBA e Taça Brasil’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.