Lima 2019: estreante no Time EUA, Sarah Lockman leva ouro individual no Pan

Lima, Peru — Foi a primeira vez que Sarah Lockman representou os Estados Unidos em uma competição internacional — e a primeira vez da atleta em uma viagem à América do Sul — e ela não apenas ganhou todas as provas que competiu nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, como voltar aos EUA com a medalha de ouro no peito. Montando First Apple, um garanhão KWPN de nove anos, amazona, que monta desde criança, fechou sua participação no Pan de Lima com 78,980%. Ao seu lado no pódio, a canadense Tina Irwin com Laurencio ficou menos de um ponto porcentual atrás (77,780%), garantindo a prata e também dos EUA Jennifer Baumert conquistou o bronze com Handsome (75,755%).

Logo-Sasa_lima

Já os três atletas brasileiros classificados para disputar a final — João Paulo dos Santos e Carthago Comando SN, Leandro Aparecido da Silva e Dicaprio e João Victor Marcari Oliva e Biso Das Lezírias — não conseguiram melhorar o desempenho apresentado na edição passada do Pan. Em 2015, em Toronto, Leandro Silva que também montou DiCaprio ficou em sexto com 73,300%, seguido de João Victor Oliva em 7º com Xamã dos Pinhais (73,275%) e João Paulo dos Santos em 9º com Veleiro do Top (72,950%). Veja aqui resultados passados.

Neste ano, Santos e Carthago mantiveram-se como o melhor conjunto brasileiro em pista, tendo ficado em 8º no geral com 72,685% após apresentarem-se na reprise estilo livre com música — na prêmio São Jorge, pontuaram 69,029%, ficando em 10º, e na inter 1, 69,265% conseguindo o 9º lugar. Silva e DiCaprio encerraram o Pan em 11º com 71,420%, após um 14º lugar no primeiro dia (GP) com 67,326% e um 16º no segundo dia (GPS) com 66,298%.

João Victor Oliva e Biso classificaram-se logo em seguida, em 12º, após sair da freestyle com nota final de 70,665%. No primeiro dia, conjunto ficou na 17ª posição (66,618%) e no segundo na 23ª com (65,029%). Pedro Tavares de Almeida não passaram para a final e, assim, terminaram o Pan em 23º no geral.

>>> Acompanhe os resultados finais

Saiba como foi a competição
Pelo Equador, Carolina Espinosa abriu as provas do último dia das competições de adestramento no Pan. Com Findus K, ela terminou as provas qualificativas em 20º com 131,147% e fez 66,025% no estilo livre com música Segundo a se apresentar João Victor Marcari Oliva, que fechou as qualificativas em 19º e 131,647% com Biso Das Lezírias, apostou com ritmos brasileiros, entrando em pista com o samba “Mas Que Nada”. A sonoridade brasileira deu o tom da prova e elevou a nota do conjunto para 70,665%

Oitava na geral nas classificatórias para a final individual, a argentina Vera Beatriz Protzen montou Wettkonig para 72,585% e deixou o picadeiro sendo muito aplaudida e conquistando a liderança temporária. Isto porque a próxima concorrente em pista foi nada menos que Sarah Lockman que liderou com vantagem as provas por equipe e classificatórias no individual. Representando os Estados Unidos, a líder apostou em ritmos dançantes, atuais e bem conhecidos e agradou os juízes, alcançando 78,980% com First Apple.

“Eu sei que muita gente escolhe música clássica, mas eu sou jovem, então, a minha música é dançante”, havia dito a Adestramento Brasil após a prova de inter 1. Lockman monta First Apple há pouco mais de seis meses. “Estamos juntos há muito pouco tempo; o compramos no outono [dos Estados Unidos, meses entre setembro e dezembro] e, no momento em que sentei na sela, senti uma conexão profunda. Quando você é uma pessoa do cavalo, você tem um sexto sentido. Apple e eu nos conectamos imediatamente”, contou.

>>> Confira todas as entrevistas em vídeo feitas no Pan de Lima

A equipe dos Estados Unidos entrou toda na sequência. Depois de Lockman, foi a vez de Nora Batchelder e Faro Sqf. Eles entraram ao passo e fizeram uma apresentam limpa fechando com 73,630%. Jennifer Baumert e Handsome foram melhores e terminaram a participação com 75,755%, tomando a vice-liderança (até então, Nora Batchelder e Faro Sqf estavam em terceiro; Vera Protzen e Wettkonig, em quarto e João Oliva e Biso em sexto).

Na briga pelo ouro, a canadense Tina Irwin que, montando Laurencio, fechou os dois dias anteriores de provas em segundo lugar com 147,588%, apertou a competição para Lockman. Destaque para a música tema do filme Dirty Dancing, Time of my Life, que norteou a reprise, mas não foi o suficiente para ela passar a amazona dos EUA irvin e Laurencio fizeram 77,780%. Também pelo Canadá Lindsay Kellock e Floratina não mantiveram o mesmo nível das provas anteriores, fechando o freestyle com 73,550% na quinta posição até então.

João Paulo Dos Santos foi o último de small tour a competir. Com Carthago Comando SN, ele apresentou a mesma reprise estilo livre do CDI 1* de Buenos Aires. O conjunto fez uma apresentação limpa e bonita, fechando com 72,685%. Chamou atenção a diferença entre as notas. Enquanto a juíza canadense Brenda Minor deu 67,625%, Janet Lee Foy, dos EUA, avaliou em 75%; e o alemão Thomas Kessler 74,250% (veja todos os resultados)

Depois do intervalo, Leandro Aparecido Silva abriu a disputa dos conjuntos de big tour e, montando DiCaprio, acabou com o suspense sobre como seria a reprise em estilo livre. Na entrevista em vídeo no dia em que ganhou o bronze por equipe, o cavaleiro não deu detalhes da apresentação. Nesta quarta-feira 31/07,o conjunto apresentou uma prova consistente, finalizando com nota de 71,420%.

A canadense, filha de brasileiros, Naima Moreira Laliberte e Statesman, apostou em músicas mais clássicas, agradou e conquistou 73,565%. Já a única mexicana Martha Fernanda del Valle Quirarte a competir não passou dos 70%, fechando a participação com Beduino Lam com 68,780%. Última a entrar, a experiente Yvonne Losos de Muñiz, montando Aquamarijn, montou muito bem, mas não conseguiu levar o bronze, finalizando com 75,430% atrás dos 75,755% de Jennifer Baumert e Handsome.

Foto: divulgação Lima – Vidal Tarqui

Adestramento Brasil está no Peru, fazendo a cobertura in loco. Acompanhe todas as matérias dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.


Apoie_AB_PayPalAssim como diversos sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas dependemos do apoio de leitores como você para continuar existindo. 

Uma resposta para “Lima 2019: estreante no Time EUA, Sarah Lockman leva ouro individual no Pan”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.