CBA e Taça Brasil: CBH arcará com estabulagem dos animais de fora da capital de SP

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) divulgou o programa do Campeonato Brasileiro e da Taça Brasil de Adestramento que ocorrem de 21 a 24 de novembro no Clube Hípico de Santo Amaro. Conforme consta no programa, a título de ajuda custo, a CBH arcará com a taxa de estabulagem dos animais provenientes das entidades de fora da capital de São Paulo.


Apoie_AB_PayPalApoie o jornalismo profissional
Desde o lançamento, Adestramento Brasil leva informação confiável e relevante, ajudando aos leitores a compreender a modalidade. Não fechamos o conteúdo para assinantes. Por isto, contamos com a colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.


Para o júri de campo foram escalados os seguintes juízes: Sandra Smith de Oliveira Martins, como presidente, e, como membros, Claudia Moreira de Mesquita, Natacha Waddell, Rosalind Flosi de Vasconcellos Macedo, Márcio Navarro de Camargo e André Ganc. Todos são juízes nacionais do Estado de São Paulo. Sonia Hanssen será a juíza de arreamento.

As inscrições definitivas, reservas de estabulagens e quartos de sela encerram-se no dia 15 de novembro de 2019 às 17 horas. O valor da estabulagem é de R$ 380 e o de quarto de sela, R$ 350. O valor das inscrições para todo o campeonato varia de R$ 150 (pônei) a R$ 450.

Todos os cavaleiros devem ter seu registro CBH (anual) em dia. O registro para 2019 é feito pelo site da CBH e custa R$ 80. Neste ano, como já noticiado, a CBH manteve a dispensa do selo para algumas séries e categorias. Assim, os conjuntos que participarem das séries pôneis, iniciantes, elementar (amadores, profissionais e minimirim), preliminar (mirim, amador ou profissional) e cavalos novos (4, 5, 6 e 7 anos) deverão apresentar apenas o passaporte, ficando dispensados do selo.

Confira a cobertura especial do CBA e Taça Brasil de 2018

Provas
A inspeção veterinária é obrigatória e será realizada no dia 21 de novembro. Todas as pessoas que apresentarem os cavalos deverão usar capacete.

Exceto pônei, que faz apenas uma prova, e as categorias júnior, jovens cavaleiros e seniores (forte 2), que têm três dias de provas, os demais terão dois dias de competições.  Em 2018, a CBH não seguiu o regulamento e realizou todas as provas em dois dias apenas.

Da iniciante a forte 1, em amador e profissional, as reprises são as de número dois e três. Para outras categorias, verificar no programa quais devem ser as provas a serem executadas. Júnior, jovens cavaleiros, amador top e seniores na forte 2, médium tour e especial deverão apresentar a reprise estilo livre.

Para sagrar-se campeão das séries pônei, iniciante, minimirim, mirim, júnior, young rider, amador top e amador de todas as séries o porcentual mínimo é de 61% e, para sagrar-se vice-campeão, de 60%. Para sênior, sênior top, intermediária (médium tour) e cavalos novos 4, 5, 6 e 7 anos, o porcentual mínimo para sagrar-se campeão é de 65% e de 64% para vice-campeão.

3 respostas para ‘CBA e Taça Brasil: CBH arcará com estabulagem dos animais de fora da capital de SP’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.