CBA: Kristi Wysocki, FEI 4*, alerta atletas para melhorarem reunião e descontração

Focar em alcançar uma reunião verdadeira e se apresentar de forma mais relaxada para não deixar o cavalo tenso são algumas das dicas que a juíza internacional FEI 4* pelos Estados Unidos Kristi Wysocki, destacou, em entrevista ao Adestramento Brasil, no último dia do Campeonato Brasileiro, Taça Brasil e CDI 3*. No Brasil pela primeira vez, Wysocki compôs o júri de campo da pista 1 e, além de avaliar os conjuntos competindo no internacional, julgou algumas provas do nacional.


Apoie_AB

Se você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!

Prefere anunciar? Confira o mídia kit e fique por dentro das opções para divulgar a sua marca: escreva para contato@adestramentobrasil.com


“Vi lindos cavalos e provas boas de assistir; isso foi um destaque. Meu cavalo favorito de toda competição foi um da média 2, não me lembro o nome, mas era uma égua castanha que ganhou a prova. Também vi bons cavalos novos, com superqualidade, e não apenas warmbloods, mas lusitanos também”, ela disse

Wysocki apontou a necessidade de os atletas se apresentarem mais relaxados e melhorarem a reunião. “Eu acho que eles precisam continuar trabalhando para buscar uma reunião que seja verdadeira e, na prova, tentar não se esforçar tanto. Acho que alguns deles se esforçaram demais hoje [domingo, 29/11, na pista 1], talvez tenham exigido demais para o cavalo executar que ele reagiu exageradamente a isso”, disse, acrescentando que enxergou essa exigência, esforço exagerado por parte do atleta tentando tirar os movimentos dos animais até na série cavalos novos 4 anos.

A juíza reconheceu que esse é um equilíbrio difícil de achar e contou que ela mesma montando já passou por isso, mas que esse deve ser um cuidado a se tomar. “Às vezes, você tem de apenas deixar o cavalo fazer seu trabalho, e não forçar, exigir tanto, deixar o cavalo trabalhar. Já fiz isso como cavaleira mais de uma vez, todos nós fizemos, queremos ir para o dez e, às vezes, vamos longe demais e o cavalo quebra ou algo assim; e não é culpa deles. É a ambição e o desejo de ter sucesso, que não é uma coisa ruim, mas o cavalo pode interpretar isso como tensão e reação exagerada.”

CBA: Natacha Waddell e Lindinha Macedo comentam desempenho dos conjuntos da pista 2

Falando especificamente sobre as provas em estilo livre, Wysocki disse que julgou apresentações muito boas e algumas que foram tensas. “Alguns cavalos se mostraram melhor na São Jorge e na inter 1. Às vezes, a música e os alto-falantes podem deixar os animais bastante tensos, então, alguns dos cavaleiros cometeram erros alguns erros que eu acho que foram desencadeados por isso. E também porque foi um ano difícil, sem provas, e os cavalos estavam sem frequentar o ambiente de prova”, ponderou.

O CDI 3* no Brasil foi o primeiro evento internacional do ano no qual Kristi Wysocki participou. Devido à pandemia, ela observou uma drástica redução no número de concursos que julga, passando de 20 a 30 por ano, sendo seis a oito CDIs, para apenas cinco com um internacional, o de São Paulo.

Ela ressaltou que é muito difícil, em um ano sem competições, para obter o melhor desempenho dos animais. “Foi um desafio para todos nós, para os juízes também. Então, eu acho que houve um pouco de todo mundo tentando um pouco demais, porque estavam animados em voltar a uma competição. Mas têm de se lembrar de que, se eles tentarem, forçarem demais, eles perdem um pouco da harmonia”, apontou.

Acompanhe todas as notícias do Campeonato Brasileiro, Taça Brasil e CDI 3* 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.