CBH realiza observatórias para Mundial do Paraequestre de Hering 2022

A fim de formar a equipe que representará o Brasil no Campeonato Mundial de Adestramento Paraequestre, a Confederação Brasileira de Hipismo realizará, durante o mês de março, a segunda observatória e, em vez de os atletas se deslocarem, a entidade escalou um time para fazer as avaliações em dois Estados e no Distrito Federal. O ECCO FEI World Championships ocorre em agosto de 2022 em Herning, na Dinamarca.


Apoie_AB

Jornalismo de qualidade requer dedicação! Isso significa tempo para apurar as informações, cobrir as provas, fazer as entrevistas…

Agradecemos a todos apoiadores e anunciantes do site, mas reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.

Clique e seja um apoiador via Paypal. Você que escolhe o valor!

Você também pode contribuir anunciando ou fazendo Pix (contato@adestramentobrasil.com)


O objetivo é definir as duas últimas vagas que irão compor o Time Brasil no Mundial. Rodolpho Riskalla, medalha de prata nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, e Sérgio Oliva já estão escalados e ambos já preencheram o requisito mínimo de elegibilidade para poder participar (leia mais abaixo).

O intuito, segundo a CBH, é evitar o deslocamento entre os Estados e agilizar o processo observatório, que foi iniciado em 2021, durante o Campeonato Brasileiro da modalidade. Para que as condições de julgamento sejam igualitárias, presidente e membros do júri de campo, assim como demais oficiais, serão os mesmos em todas as três provas.

As competições ocorrem de 4 e 5 de março em São Paulo, na Sociedade Hípica Paulista; de 6 e 7 de março, em Minas Gerais, no Centro Hípico Villa Boa Vista; e nos dias 8 e 9 de março, no Distrito Federal, no Centro Hípico do Parque.

As reprises a serem executadas são as válidas em 2022, segundo a última versão divulgada no site da Federação Equestre Internacional. Confira comunicado completo aqui.

Qualificação

O Campeonato Brasileiro de Adestramento Paraequestre foi realizado no Brasília Country Club de 4 a 7 de novembro de 2021. No programa, constou que os dois melhores resultados da prova individual da categoria principal — grau 1 a 5 — e com porcentual acima de 65% se qualificariam para um CPEDI, na Europa em local a ser definido.

À época e antes da mudança na presidência e diretoria da CBH, a então diretora da modalidade, Marcela Parsons, havia selecionado Flamarion Pereira da Silva, do grau 3, e Thiago Fonseca dos Santos, do grau 5.

Segundo a nova gestão do paraequestre, o Brasileiro foi a primeira observatória e agora será realizada a segunda. Ao final do processo, serão definidos os atletas que preencherão as duas vagas remanescentes.

Para poder competir no Campeonato Mundial, os conjuntos (atletas e cavalos) do paraequestre têm de alcançar, em qualquer evento CPEDI 3* ou superior, durante o período de qualificação, que inclui os Jogos de Tóquio, um resultado de pelo menos 62%, atribuído pelo júri de campo, na reprises teste ou individual em seus respectivos graus. Confira a regra da FEI.

3 respostas para ‘CBH realiza observatórias para Mundial do Paraequestre de Hering 2022’

  1. Desculpa mas Marcela Parsons não selecionou nem (EU) Flamarion nem o Thiago. Foi a competição em si que nos qualificou , pois obtemos os dois melhores resultados de toda a competição. Sendo assim não foi a marcela que nos selecionou. Qualificamos por méritos do nosso trabalho árduo juntamente com o astro principal nossos cavalos e concequetimente nossos treinadores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.