Hipismo confirmado no programa inicial de Los Angeles 2028

Os esportes equestres estão confirmados no programa esportivo inicial para Los Angeles 2028, apontou o Comitê Olímpico Internacional (COI), nessa quinta (03/02), durante a sessão do COI em Pequim (China). A inclusão de hipismo agora corrobora o anúncio do COI em dezembro de 2021 de que as três modalidades (salto, adestramento e concurso completo) estariam entre os 28 desportos propostos. No entanto, a decisão final será dada apenas depois dos Jogos de Paris em 2024. Pentatlo moderno foi excluído do programa inicial.

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=J56ZYZZLKPPV4&source=url

Em nota à imprensa, o presidente da Federação Equestre Internacional, Ingmar De Vos, afirmou estar muito satisfeito com a confirmação e acrescentou que ela “é um resplandecente endosso da valiosa contribuição e legado que o esporte equestre traz para o movimento olímpico”, disse.

Ingmar De Vos ressaltou ainda este é apenas um primeiro passo. “As disciplinas equestres para LA2028 serão decididas em meados de 2023 e os eventos equestres e as cotas para LA só serão decididos após Paris2 024”, explicou.

O programa da Olimpíada de Los Angeles (Estados Unidos), em 2028, conta com 28 modalidades. A lista pode ser alterada, mas, por enquanto, prevê a continuidade de skate, surfe e escalada, esportes com “forte apelo junto aos jovens”, segundo nota oficial da entidade. Em contrapartida, boxe, levantamento de peso e pentatlo moderno (que envolve tiro esportivo, esgrima, natação, hipismo e corrida), embora tradicionais, ficaram fora.

Em Tóquio, a competidora alemã de pentatlo Annika Schleu foi flagrada em câmera chicoteando o cavalo e cuja treinadora, Kim Raisner, filmada dando socos no corpo do animal. Schleu acabou desqualificada pela federação de pentatlo moderno dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Na sequência, a organização não-governamental Pessoas pelo tratamento ético de animais (PETA) enviou ao Comitê Olímpico Internacional (COI) uma carta pedindo a retirada dos esportes equestres de futuras Olimpíadas. No documento, citou o caso de Annika Schleu e o caso de cavalo com sangue na narina no salto e a eutanásia de animal do concurso completo de equitação na Olimpíada do Japão.

Pelas regras, as entidades responsáveis pelas modalidades ausentes no programa têm até a próxima reunião do COI, em 2023, para cumprirem exigências e tentarem reverter o quadro. No caso do boxe, a Associação Internacional (Aiba) está suspensa até ano que vem por questões financeiras e de arbitragem. A Federação Internacional de Levantamento de Peso (IWF, sigla em inglês) é questionada, principalmente, pela frequência de casos de doping. Já a União Internacional de Pentatlo Moderno (Uipm) tem de reduzir custos e tornar o esporte atrativo aos jovens.

De acordo com a nota do COI, boxe, levantamento de peso e pentatlo moderno podem potencialmente ser incluídos no Programa de Esportes Iniciais LA28 em 2023, se, até então as respectivas federações tiverem demonstrado para o COI que endereçaram satisfatoriamente as requisições.

Uma resposta para “Hipismo confirmado no programa inicial de Los Angeles 2028”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.