Sandra Smith, da CBH: “Estamos mais perto dos 70%”

Diretora de adestramento da Confederação Brasileira de Hipismo, Sandra Smith de Oliveira Martins gostaria de que tivesse tido mais conjuntos participando das provas de big e small tours no concurso de adestramento internacional (CDI 3*), mas avalia que houve evolução. “Ainda não chegamos aos 70% de resultado final que buscamos tanto no small como no big tour, mas estamos mais perto e isso nos deixa animados”, revelou ao Adestramento Brasil.

Na entrevista a seguir, Smith comenta o desempenho dos conjuntos, diz que se surpreendeu com a quantidade de inscritos no CAN e conta planos da CBH para engajar mais amadores às provas nacionais.

Adestramento Brasil: Duas juízas FEI 5* julgaram CDI 3*. Foi a primeira vez que isto ocorreu? Por que a decisão de ter duas juízas 5*?
Sandra Smith de Oliveira Martins: Não, já tivemos muitas vezes mais de um juiz 5*. Mas estes juízes só vêm de classe executiva. Então, fica muito caro. Conseguimos um patrocínio para a passagem em executiva desta juíza 5* e, por isso, pudemos trazê-la. Ter mais de um juiz 5* sempre aumenta as chances de conseguir índices. É importante para o concurso e, especialmente, para os cavaleiros que recebem o feedback de mais um juiz 5*.SONY DSC

Que avaliação você faz do CDI?
Este evento teve a participação de conjuntos que não haviam participado do CDI 3* de abril e vice-versa. Infelizmente, o CDI teve menos participações que o de abril. Isso é uma pena, pois são eventos importantes e a estrutura de um evento desse porte não é barata. Eu acredito que os cavaleiros deveriam prestigiar mais essas provas para que elas continuem acontecendo no Brasil. Seria muito mais caro para os cavaleiros terem de buscar uma classificação na Europa.

E com relação ao desempenho dos conjuntos?
Com relação ao desempenho, creio que houve uma evolução. Mas ainda não chegamos aos 70% de resultado final que buscamos tanto no small como no big tour. Estamos mais perto e isso nos deixa animados.

O CAN teve 43 conjuntos inscritos, me parece um número maior na comparação com edições anteriores. A que você atribui este aumento?
O CAN me surpreendeu, pois a data não era a melhor, devido o início das férias e da Copa do Mundo de Futebol. Acho que o primeiro a ser destacado são as instalações e organização da SHP com o Alexandre Morais e sua equipe. Segundo, nós tivemos uma preocupação maior na divulgação, enviando várias vezes a chamada da prova. E o mais importante é que estão sendo realizados mais CANs e as pessoas se animam; querem ser julgadas por juízes diferentes e pontuar para o ranking. A iniciativa da CBH de não exigir o selo para as categorias mais baixas também ajuda muito, pois os cavaleiros não têm que ter esse gasto até a série média 1. Fiquei muito feliz com o CAN e também com o CDI. Vimos apresentações de muita qualidade.

>>> Leia a cobertura completa do CDI 3* e do CAN de julho na Sociedade Hípica Paulista.

Que orientação você poderia dar a quem está se planejando para participar de concursos como estes?
O conselho que eu deixo é que participem cada vez mais dessas provas, pois nelas encontrarão o caminho certo para evolução. O feedback que esses juízes internacionais nos deixam é muito importante para o crescimento e a evolução da nossa modalidade.
Leiam o programa. Muitas pessoas elogiaram a inclusão da prova extra de freestyle, mas essas provas já estão no programa desde o ano passado. Verifiquem qual a reprise que consta no programa. Não fiquem na cabeça que sempre foi de uma determinada maneira. As coisas mudam, evoluem.

Com relação ao desempenho dos conjuntos, algo que chamou a sua atenção?Tecnicamente, gostaria de chamar a atenção para a falta de encurvadura nos apoios, pois isso perde ponto e vi conjuntos que são capazes de mostrar a encurvadura e não o fazem. Outra coisa é ler a prova e começar e acabar os exercícios nas letras solicitadas. E, por último, chamar a atenção para a forma de apresentar o passo no freestyle: são 20 metros de passo alongado e 20 m de passo reunido. Há cavaleiros que não distinguem bem entre um passo e o outro, e outros que fazem menos metros do que o solicitado. Especialmente, para os que vão integrar equipe em campeonatos é importante rever isso.

Alguns juízes aproveitaram a ocasião para fazer shadow judging.
Juízes nacionais e estaduais também aproveitaram para estagiar com os juízes estrangeiros e FEI 5*. Isso é sempre bom e mostra os frutos que estes eventos deixam para nós aqui no Brasil, ajudando cavaleiros, treinadores e juízes.

O CDI e o CAN de agosto estão confirmados?
Não, eles serão cancelados, o que já era de se esperar, porque não faz sentido fazer mais um evento, pois não tem mais nenhum conjunto com chance de classificar [para WEG]. O próximo CAN deve ser em outubro no CHSA, data a confirmar, e depois em novembro teremos o Campeonato Brasileiro de Adestramento (CBA), na SHP.

Senti falta de mais amadores no CAN. É a percepção da CBH também?
Realmente, precisamos dos amadores em prova, senão não crescemos. É importante que tenhamos mais amadores e que os professores tragam seus alunos para as provas. A CBH, através da sua diretora de adestramento, está trabalhando em um projeto para incentivar as categorias de crianças e jovens, a fim de aumentar nossa base. Já convidamos o diretor da FPH para uma reunião para tratar do assunto e dar início a esse projeto. A reunião deve acontecer ainda neste mês de julho. O projeto será levado também para as demais federações estaduais do Brasil.

Fotos: abre – reprodução Facebook / interna – Adestramento Brasil

Anúncios

Uma resposta para “Sandra Smith, da CBH: “Estamos mais perto dos 70%””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.