SP e RJ terão cursos nacionais de juízes

ATUALIZADA – Dois cursos de juízes estão programados para ocorrer em junho em São Paulo e no Rio de Janeiro. Os cursos são promovidos e homologados pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). Na capital paulista, a juíza internacional FEI 4* Claudia Mesquita ministrará as aulas de atualização do regulamento da CBH. Já, no Rio de Janeiro, a CBH e a Comissão de Desportos do Exército promoverão, nos dias 01 e 02 de junho, curso de formação e reciclagem de juízes de adestramento com direção do juiz nacional e internacional Salim Nigri.

Em São Paulo, o curso de reciclagem será nos dias 20 e 21 de junho, na Sociedade Hípica Paulista. “Vamos fazer uma atualização do regulamento da CBH 2019, discutindo item a item e também abordando casos concretos, com uma didática na qual as pessoas possam ter uma participação interativa”, explicou Mesquita.

A programação do curso de atualização de regulamento e reciclagem para juízes CBH de adestramento em São Paulo será no mezanino do picadeiro coberto de adestramento da Sociedade Hípica Paulista.  No dia 20/6 e no dia 21/06, das 9 h às 12 h, ocorre a parte teórica e, das 14 h às 17 h, a parte teórica  com discussão de casos. As inscrições para juízes nacionais custam R$ 350; para cavaleiros com registro CBH R$ 150 e para ouvintes R$ 300. Mais detalhes aqui.

Ambos os cursos são abertos a ouvintes e a participação de cavaleiros e treinadores é fundamental para entender como foram feitas as alterações no regulamento e por que, além de conhecer melhor o funcionamento das provas e dos julgamentos. Em SP, não será curso de formação de juízes como no Rio de Janeiro.

No Rio, o sábado 01/06 será dedicado para a parte teórica e o exame escrito, ficando o domingo para a aula e o exame práticos. Os exames escrito e prático serão obrigatórios apenas para os participantes militares e os candidatos à admissão e promoção ao quadro da CBH. Mais informações sobre o curso do Rio de Janeiro aqui.

Além das adequações ao regulamento da FEI, o novo regulamento da CBH — versão 2019 apresentou mudanças com relação aos oficiais, como pré-requisitos para entrada no quadro e exigências para se manter. Um dos objetivos da mudança foi dar condições aos juízes inativos e que seriam afastados de continuem no quadro de juízes fazendo curso de reciclagem e shadow judging (julgamento sombra).

Foto: cedida pela juíza

Matéria atualizada em 04/06 para acréscimo de informações.


Apoie_AB_PayPalAssim como diversos sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas convida os leitores a colaborar financeiramente com a produção editorial. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.