Assembleia Geral da FEI: decisões até agora; futuro de rédeas; transmissão da sessão principal

O futuro de rédeas como disciplina FEI é um dos tópicos discutidos na Assembleia Geral da Federação Equestre Internacional, que começou no dia 16/11 e termina nesta terça-feira (19/11) com a sessão principal transmitida ao vivo pela internet. O board já divulgou algumas das principais decisões após a reunião do último sábado, como a aprovação de regulamentos e a nomeação de Patrik Kittel para o Comitê de Adestramento.


Apoie_AB_PayPalApoie o jornalismo profissional
Desde o lançamento, Adestramento Brasil leva informação confiável e relevante, ajudando aos leitores a compreender a modalidade. Não fechamos o conteúdo para assinantes. Por isto, contamos com a colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Prefere anunciar? Confira o mídia kit e fique por dentro das opções para divulgar a sua marca: escreva para contato@adestramentobrasil.com


Na reunião de diretoria de sábado, foram aprovadas regras para reger as diversas modalidades. No que tange ao adestramento, algumas das resoluções foram:

  • Aprovadas as emendas ao regulamento da Copa do Mundo de Adestramento da FEI 2020/2021 e da Copa das Nações de Adestramento da FEI 2020. As regras serão publicadas oportunamente no site da FEI (aqui).
  • Criado um grupo de trabalho para revisar o formato das Copa das Nações (FEI Dressage Nations) que apresentará propostas para a série 2021.
  • Patrik Kittel foi nomeado para o Comitê de Adestramento da FEI para o período de 2019-2023. Ele entra no lugar de Klaus Roeser. No comitê de paradressage, entrou Michel Assouline no lugar de Hope Hand.
  • Aprovado regulamento veterinário da FEI 2020. Será publicado aqui em breve.
  • Definidas as datas dos Campeonatos Mundiais de 2022, que ocorrem no lugar dos Jogos Equestres Mundiais (WEG). Leia matéria completa.

A Assembleia também discute o futuro de rédeas como modalidade regida pela FEI. Em novembro de 2018, terminou o acordo de cooperação entre a FEI e a associação de rédeas NRHA (National Reining Horse Association). Em junho deste ano, a FEI propôs uma emenda no estatuto para remover rédeas como disciplina FEI. Na sequência, de junho até outubro, seguiram-se  discussões entre FEI e NRHA em relação a um novo acordo e em 22 de outubro de 2019 foi publicada o regulamento (FEI Rules) sem uma posição final com relação a rédeas. A atualização mais recente data de 13 de novembro, quando o board da NRHA concordou com os termos de novo acordo.

Na Assembléia Geral Extraordinária de amanhã, as federações nacionais serão solicitadas a votar para manter rédeas como uma disciplina da FEI, com base no acordo com a NRHA e os indicadores de performance (KPIs), e também votarão se mantém a disciplina nos estatutos da FEI. Se a votação de amanhã for favorável, a FEI entrará em contato com a associação de quarto de milha (American Quarter Horse Association, AQHA) para concordar com os termos de uma cooperação. Veja a apresentação do comitê de rédeas.

Nesta segunda (18/11), também houve sessão geral sobre revisões periódicas das regras da FEI para um ciclo de quatro anos, do Regulamento Geral, do Regulamento Esportivo de outras disciplinas não incluídas nas sessões dedicadas e do Regulamento Veterinário.  A revisão completa planejada das regras esportivas para salto, adestramento e adestramento paraequestre, que foi agendada para o próximo ano, será adiada para 2021, após os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020.

Os delegados foram informados de que, após o retorno das federações nacionais envolvidas na Copa das Nações da FEI, as revisões propostas aos Artigos 103 (eventos internacionais oficiais) e 108 (títulos de competições) do Regulamento Geral da FEI foram retiradas pela FEI.

Também foram discutidas propostas de emendas ao artigo 140 do Regulamento Geral da FEI, o requisito obrigatório de uso de capacete para montar em qualquer lugar do recinto das provas. Este tópico será votado separadamente na Assembléia Geral de amanhã, com uma escolha de implementação em 1º de janeiro de 2020 ou um adiamento para 1º de janeiro de 2021,.

Os delegados foram atualizados sobre uma proposta mesclada de emendas ao capítulo IX do Regulamento Veterinário sobre medição de pôneis. Isso combina aspectos da primeira proposta enviada às federações nacionais e às partes interessadas em 8 de julho, incluindo o período de transição de três anos, com aspectos da proposta de 22 de outubro de 2019, como o Certificado de Medição da FEI para a vida toda para pôneis medidos em 2017, 2018 e 2019. Este será votado como parte do Regulamento Veterinário nesta terça-feira (19/11).

A Assembleia Geral da FEI atua como uma plataforma para discussões e votação das principais decisões da entidade e da governança do esporte. A cada ano, ela é realizada em um local diferente a cada ano. Em 2019, ela ocorre de 16 a 19 de novembro, no Hyatt Regency Moscow Petrovsky Park Hotel, na Rússia.

A FEI transmite ao vivo e pela Internet sua sessão principal, que começa às 9 horas, no horário local de Moscou, 3 horas de Brasília. Confira abaixo a transmissão e links para os principais documentos e páginas.

Assista à sessão principal da Assembleia Geral da FEI:

Manhã

Tarde

Crédito foto: FEI / Liz Gregg

Uma resposta para “Assembleia Geral da FEI: decisões até agora; futuro de rédeas; transmissão da sessão principal”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.