FEI divulga lista definitiva para Tóquio; Castilla retira Alcaide

A lista definitiva dos conjuntos que competição nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi publicada pela Federação Equestre Internacional (FEI). A lista aponta o time principal, bem como o reserva e, em cinza, constam os conjuntos que foram nomeados pelas nações na lista prévia para o caso de substituição pré-competição. Foi o que aconteceu com a Espanha. Com a baixa de Alcaide, montaria de Claudio Castilla Ruiz (foto), a Real Federación Hípica de España (RFHE) passou José Antonio Garcia Mena com Sorento 15 da reserva para titular e na reserva colocou Mena com Divina Royal.

Em sua página do Instagram, Castilla disse que Alcaide não está 100% e que junto com o treinador decidiu não viajar a Tóquio. Ele escreveu que sonhava que Tóquio fosse o grande final da dupla e que agora buscará outro local que corresponda ao que ele merece. “Hoje revivo a dor de ficar à porta de outra Olimpíada, desta vez bastante dentro dela. O esporte é exigente e duro, procuro nunca perder o meu sorriso, mas hoje me sinto profundamente triste”, escreveu.

“Foram dois anos muito difíceis: a operação do meu filho, a morte do meu pai, a pandemia e agora isso. A vida é assim … nunca foi fácil. É hora de continuar lutando e reconstruir. Agora quero olhar para frente, felizmente, tenho uma grande família e muitos cavalos me esperam no estábulo para o qual tenho grandes objetivos”, seguiu. “Obrigado Alcaide, obrigado Pera Llargues, obrigado Victor. Os bravos não desistem”, finalizou.

Um total de 50 nações competirão nas modalidades equestres em Tóquio, incluindo salto, adestramento e CCE, totalizando 200 combinações de atleta e cavalo listadas, junto com 48 conjuntos alternativos / reservas. Para esta edição, mudou a dinâmica das competições por equipes. Conforme a FEI destacou, haverá não só pressão mais intensa, pois cada apresentação individual conta muito, mas também abriu as portas para a participação de muitos outros países.

Nos Jogos Olímpicos Rio 2016, 27 nações se competiram no salto, com 15 delas enviando equipes, enquanto desta vez 20 equipes e indivíduos de mais 15 países participarão, aumentando o número de Comitês Olímpicos Nacionais (CON) representados em Tóquio para 35. Em CCE, o número de países participantes aumentou de 24 para 29, com 15 equipes em Tóquio contra 13 no Rio.

No adestramento, o número saltou de 25 para 30 nações e de 11 para 15 equipes. Neste ano, competem 60 conjuntos.

Os eventos equestres dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 serão centralizados principalmente no Parque Equestre Baji Koen em Setagaya. Este é um parque público de propriedade da Japan Racing Association, que também foi palco para adestramento nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964.

Naquela época, o CCE foi realizado em Karuizawa e o salto no Estádio Olímpico Nacional. Para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o Baji Koen totalmente remodelado e sediará adestramento, salto e duas das três fases do Concurso Completo de Equitação.

>>>> Confira a lista definitiva dos conjuntos de adestramento.

ALGUMAS CURIOSIDADES

  • O esporte equestre faz parte dos Jogos Olímpicos desde 1912.
  • As medalhas por equipe e individuais são concedidas em três modalidades – adestramento, CCE e salto.
  • Em Tóquio 1964, as equipes de salto e adestramento consistiam em três combinações de atleta / cavalo, mas havia quatro nas equipes de CCE.
  • O canadense Ian Millar detém o recorde – 10 – de mais participações olímpicas de qualquer atleta em qualquer esporte. Ele competiu pela primeira vez nas Olimpíadas de Munique em 1972 e sua última aparição olímpica foi em Londres 2012, aos 65 anos. Ele ganhou a prata por equipe nos Jogos de Pequim em 2008.
  • As equipes alemãs conquistaram o ouro no salto e no adestramento nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964, enquanto a Itália conquistou o título de equipes de equitação.
  • A estrela francesa Pierre Jonqueres d’Oriola ganhou ouro individual em salto com Lutteur B, Henri Chammartin e Woerman da Suíça conquistaram o título individual de Dressage e Mauro Checcoli e Surbean da Itália foram os medalhistas de ouro de CCE.
  • Nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a França conquistou o ouro por equipes em saltos e CCE, enquanto a Alemanha conquistou o título por equipes de adestramento pela 13ª vez. A Grã-Bretanha conquistou o ouro individual no salto com Nick Skelton com Big Star e no adestramento com- Charlotte Dujardin com Valegro. O ouro individual em CCE foi para Michael Jung da Alemanha com Biosthetique Sam.

Fonte: FEI

Foto: Instagram


Apoie_AB

Informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores e anunciantes do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.

Clique e seja um apoiador via Paypal. Você que escolhe o valor!

Você também pode contribuir anunciando ou fazendo Pix (contato@adestramentobrasil.com)


2 respostas para ‘FEI divulga lista definitiva para Tóquio; Castilla retira Alcaide’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.