João Victor Oliva é único brasileiro no adestramento de CHIO Aachen

João Victor Marcari Oliva, de 21 anos, será o único brasileiro a participar das provas de adestramento da edição deste ano do CHIO Aachen. O cavaleiro montará o Lusitano Xamã dos Pinhais para disputar o Concurso Internacional de Adestramento (CDI4*). 

A estreia do conjunto será dia 19 de julho na prova de Grande Prêmio (Grand Prix), classificatória para o Grande Prêmio Estilo Livre (Grand Prix Freestyle), prova com coreografia livre e música que acontece na noite do dia 22.

Esta é a terceira vez que um atleta brasileiro do adestramento compete no CHIO Aachen: em 1972, Ingrid Borhoff Troyko garantiu o 2º lugar no Grande Prêmio e, em 2012, Luiza Tavares de Almeida com Samba representou o País no evento.

Neste ano, Victor Oliva estreou sua temporada em concursos internacionais em fevereiro no CDI-W de Neumünster, Alemanha. Com Xamã dos Pinhais obteve no Grand Prix (18/2) a nota média final de 67.420% conseguindo, assim, seu primeiro índice para os Jogos Equestres Mundiais de 2018 (Tryon 2018), que serão realizados nos Estados Unidos.

Em março, ele participou de CDI5* em Dortmund, na Alemanha, com Xamã dos Pinhais, obtendo 68,720% no Grande Prêmio (03/03), seu terceiro índice para Tryon 2018. Oliva também competiu no CDI W´S Hertogenbosch (CDI5*), na Holanda, conhecido como Indoor Brabant International Concours Hippique Reem Acra FEI World Cup Dressage. Foi a última etapa da Taça do Mundo antes da final em Omaha/EUA. Montando Xamã dos Pinhais no Grande Prêmio (10/3) obteve a nota média final de 67,160% e seu terceiro índice para os Jogos Equestres Mundiais.

No FEI World Cup Dressage Finals, a Final da Taça do Mundo de Adestramento, em Omaha, Nebraska (EUA), Oliva e Xamã dos Pinhais tiveram 68,214% no Grande Prêmio, quarto índice para Tryon 2018. De volta à Europa, o conjunto disputou o CDI4*Wiesbaden em junho conseguindo nota média final de 66,480% e o 9º lugar na classificação final. O resultado foi válido como quinto índice para os Jogos Equestres.

Para participar dos Jogos Equestres Mundiais, de 10 a 23 de setembro de 2018 em Tryon (EUA), os conjuntos precisam garantir a qualificação mínima de atingir em, pelo menos, duas ocasiões diferentes o porcentual de, no mínimo, 66% de aproveitamento em prova de Grande Prêmio (em CDI 3*, 4*, 5*, CDIW ou CDIO) atribuído pela nota final do júri de campo e também por juiz de adestramento FEI 5*.

A Federação Equestre Internacional (FEI) exige que os juízes 5* devem ser diferentes e as notas devem ser obtidas dentro do período de qualificação para o Mundial (WEG, na sigla em inglês), que começou em 1º de janeiro e ainda não tem data estipulada para acabar.

A edição deste ano do CHIO Aachen distribuirá 302.500 euros em dinheiro como premiação aos mais bem-classificados nas provas de adestramento. Os campeonatos específicos da modalidade — CDIO5*, CDI4* e CDIO-U25 — serão realizados de 19 a 23 de julho. O evento teve início em 14 de julho, com provas de volteio.

O CHIO Aachen é o campeonato equestre oficial da Alemanha, com disputas entre nações nas cinco categorias do hipismo: adestramento, salto, CCE, volteio e atrelagem. A cada ano, o Campeonato recebe cerca de 350 mil espectadores.

Confira o programa de adestramento e a lista dos conjuntos inscritos.

Foto: Rui Pedro Godinho/Divulgação.

Anúncios

Uma resposta para “João Victor Oliva é único brasileiro no adestramento de CHIO Aachen”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.