Isabell Werth: 4 vezes campeã

Depois de uma vitória de Laura Graves e Verdades na primeira prova da final da 33ª edição da Copa do Mundo de Adestramento da Federação Equestre Internacional (FEI), Isabell Werth, com a égua Weihegold OLD, mostrou por que, desde o início das seletivas, era apontada para ganhar pela quarta vez a  FEI World Cup Dressage. Com a prova deste sábado (14/04), o grande prêmio estilo livre, a alemã de 48 anos consagrou-se campeã. A final foi disputada na Accorhotels Arena, em Paris, na França.

Na apresentação freestyle, que decidiu o título, Werth fez nota final de 90,657%, enquanto a estadunidense de 30 anos Laura Graves, montando Verdades, ficou atrás com 89,082%. Em terceiro novamente, Jessica von Bredow-Werndl e Unee BB somaram 83,275%. Tanto ontem, com hoje, estas três amazonas lideram o pódio.

Na sexta, Werth havia classificado a derrota para Graves como “motivadora” e a usou para se dedicar a melhorar as coisas com a ajuda da treinadora e gerente da equipe, Monica Theodorescu.

“Como eu disse ontem, eu não fiquei realmente desapontada ou triste, só estava pensando em como eu tinha de me preparar para hoje e como eu tinha de melhorar e analisar o que deu errado. Então, Monica e eu decidimos ir à grande arena de aquecimento hoje para colocá-la [Weihegold] para a frente. Funcionou e, hoje, ela era a égua que eu queria mostrar ontem”, disse na nota oficial do evento.

FEI World Cup™ Dressage Final Paris Saturday
Pódio, da esq. para direita: Laura Graves (2ª), Isabell Werth (1ª) e Jessica von Bredow-Werndl (3ª) Foto: FEI/Christophe Tanière

“A vida é assim. Muita gente pensa que é fácil, que você ganha e ganha novamente, mas não é como parece. Você tem de pensar nisto todo o tempo e sempre escutar o cavalo”, completou Werth.

Na coletiva de imprensa, Graves reconheceu que tem uma lição de casa a fazer. “Eu nunca pratico meu freestyle tanto quanto meus outros testes, então, acho que agora tenho um pouco de dever de casa para fazer; e acho que há muito mais pontos a serem ganhos no futuro”, ela disse.

Pelo primeiro lugar, Werth recebeu 66 mil euros; Graves, 52.250 euros; Bredow-Werndl 41.250 euros. A Copa do Mundo distribuiu premiação em espécie para todos os 17 classificados na final. Confira os resultados completos aqui.

calhau_interno

Isabell Werth recebeu o título pela primeira vez em 1992 na final em Gotemburgo, na Suécia. Depois, foi campeã em 2007 em Las Vegas (EUA) e, em 2017, em Omaha (EUA). Com estas vitórias, a amazona aumentou o número de títulos conquistados pela Alemanha para nove, mas o país ainda está atrás da Holanda, que soma 13 vitórias. Os Estados Unidos e a Suíça ganharam duas vezes cada.

A Copa do Mundo de Adestramento da FEI foi criada em 1985 e o campeão é decidido na prova freestyle. Para chegar à final, foram dez meses de período de qualificação, ocorrendo em quatro ligas — Europa Ocidental; Europa Central; América do Norte e região do Pacífico.

Em todos seus 33 anos de história, a Copa do Mundo foi vencida apenas por quatro cavaleiros: o alemão Sven Rothenberger, montando Andiamo, em 1990; o estadounidense Steffen Peters com Ravel em 2009; os holandeses Edward Gal com Totilas, em 2010, e Hans Peter Minderhoud com Glock’s Flirt em 2016.

>>> Leia tudo sobre a Copa do Mundo da FEI 

 

Foto: divulgação FEI/ /Liz Gregg

Anúncios

2 respostas para ‘Isabell Werth: 4 vezes campeã’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.