João Victor Oliva comenta desempenho no CDI e mudança para CT da Maria Caetano

Desde a Alemanha,  onde tem cavalos em treinamento, João Victor Oliva contou ao Adestramento Brasil que mudou seu centro de treinamento na Europa, saindo do treinador Norbert van Laak, em Möhnesee, para dividir os estábulos de Irina Zakhrabekova com Maria Caetano, principal representante do cavalo lusitano no adestramento e que por anos treino Biso das Lezírias, montaria com a qual Oliva disputa uma vaga na equipe brasileira nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

No segundo CDI 2* do ano, Oliva e Biso ficaram em terceiro na prêmio São Jorge com 70,735% e em segundo na intermediária 1 com 70,343% — em março, a dupla venceu nos dois dias de provas. “Foi a segunda competição com o cavalo. Na São Jorge, não fiz erros e saí contente. Na intermediária, arrisquei para ganhar a prova e acabei fazendo erros. Tenho que ir conhecendo melhor o cavalo até o Pan e treinar detalhes para melhorar”, contou. Enquanto no Brasil, ele, diariamente, treina com Sandra Saboia pela manhã e todas as tardes caminha o cavalo por uma hora para melhorar a capacidade física dele.

Ao comentar sobre o nível dos competidores, João Victor avalia que o Brasil tem bons representantes. “Se mostrar em Lima o que vem mostrando nos CDIs no Brasil, iremos fazer um bom papel”, afirmou. O cavaleiro ainda não está confirmado para o próximo concurso internacional. “Minha equipe irá decidir ainda sobre o CDI de maio.”

Desde 2014, Oliva reside na Alemanha e compete no circuito europeu. Ele retornou ao Brasil neste primeiro semestre para treinar e disputar as seletivas para o Pan de Lima. A formação do conjunto João Victor/Biso aconteceu em dezembro de 2018, depois que a proprietária do animal Bárbara Laffranchi confiou o cavalo ao atleta. Além de Sandra Saboia de Albuquerque, Oliva e Biso contam com o treinador Paulo Caetano, pai de Maria, que fora a amazona que montou Biso antes da venda do animal a Laffranchi no fim de 2017. O cavaleiro Leandro Silva trabalha Biso quando João Victor está fora do País.

Oliva contou que treinou cerca de sete anos com Norbert van Laak, sendo dois anos no Brasil e depois na Europa. “Devo muito ao Norbert, sou muito agradecido, muito do que eu sei hoje é graças a ele. Vou mudar para a Maria, porque acho que é o momento que eu tenho de fazer algumas mudanças, aprender coisas novas. Venho treinando com o Paulo há algum tempo por causa do Xiripiti e do Biso, então, estou me envolvendo e estou gostando das ajudas do Paulo. Está fazendo bastante diferença”, relatou ao Adestramento Brasil.

Foto: divulgação/cedida pelo atleta 


Apoie_AB_PayPalAssim como outros sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas coloca à disposição dos leitores a possibilidade de apoiar a produção editorial.

4 respostas para ‘João Victor Oliva comenta desempenho no CDI e mudança para CT da Maria Caetano’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.