Conheça alguns conjuntos já definidos para Tóquio

Os países aptos a enviar conjuntos para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio tem até hoje, segunda 21/6, para enviar os certificados de capacidade contendo os requisitos mínimos de elegibilidade (MERs). Os últimos CDIs válidos como qualificação terminaram no último fim de semana, quando, inclusive, o brasileiro Pedro Manuel Tavares de Almeida alcançou seu segundo índice com Famous do Vouga. Mesmo antes do prazo, algumas nações já divulgaram quem serão seus representantes. Acompanhe a seguir alguns nomes que competirão em Tóquio.


Apoie_AB

Informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores e anunciantes do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.

Clique e seja um apoiador via Paypal. Você que escolhe o valor!

Você também pode contribuir anunciando ou fazendo Pix (contato@adestramentobrasil.com)


Como explicado pela Federação Equestre Internacional, houve algumas desistências no adestramento e em CCE que a FEI está atualmente em processo de realocação. Essas realocações precisarão ser aprovadas pelo COI.

Portugal:
João Torrão e Equador
Maria Caetano e Fénix de Tineo
Rodrigo Torres e Fogoso
Reservas: Carlos Pinto e La Gesse de Sultão de Menezes e Vasco Godinho e Garret

Estados Unidos
Adrienne Lyle e Salvino
Steffen Peters e Suppenkasper
Sabine Schut-Kery e Sanceo
Reserva: Nick Wagman e Don John

África do Sul
Tanya Seymour e Ramoneur

México
Martha Fernanda del Valle e Beduino Lam

Reino Unido
Ainda não há o time final, mas ele será composto entre:
Fiona Bigwood e Hawtins Delicato
Richard Davison e Bubblingh
Charlotte Dujardin e Mount St John Freestyle
Emile Faurie e Dono di Maggio OLD
Charlotte Fry e Everdale
Carl Hester e En Vogue
Gareth Hughes e Sintano Van Hof Olympia
Susan Pape e Harmony’s Eclectisch
Laura Tomlinson e DSP Rose of Bavaria
Reservas: Charlotte Dujardin e Gio; Charlotte Fry e Dark Legend; Gareth Hughes e KK Dominant

Brasil em Tóquio

Depois de o Brasil perder a chance de enviar um time completo de adestramento aos Jogos por não apresentar o certificado de capacidade (“NOC Certificate of Capability” ou COC) para manter a vaga por equipe conquistada com a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o País pode enviar um conjunto no adestramento. Em 5 de maio deste ano, a confederação publicou regra atualizada para a escolha do conjunto — veja aqui.

Pela regra, vai o conjunto que obtiver a melhor média dos dois melhores resultados provas de grande prêmio dos eventos aprovados pela FEI para conquista de índice olímpico entre 01 de janeiro de 2019 a 21 de junho de 2021. A CBH não revelou quando apontará o Time Brasil para as modalidades equestres.

De acordo com os cálculos de Adestramento Brasil  (confira aqui), João Victor Marcari Oliva e o puro sangue lusitano Escorial Horsecampline têm média de 70,565% e Pedro Almeida e Famous do Vouga, 68,598%. Oliva já tinha os índices com F-Aron de Massa, porém, não está mais com a montaria. Pedro Tavares de Almeida e Xaparro do Vouga também têm MER e a média dos melhores GP é de 66,108%.

Confira a mais recente newsletter da FEI sobre Tóquio.

Uma resposta para “Conheça alguns conjuntos já definidos para Tóquio”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.