FEI divulga lista de conjuntos aptos para Jogos de Tóquio

Os países tem até 5 de julho para enviar a lista definitiva daqueles que os representarão nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Os conjuntos têm de ser escolhidos dentre os que estão aptos a competir e para tanto a Federação Equestre International (FEI) divulgou uma lista prévia, a chamada nominated entries, com todos aqueles que apresentaram a confirmação da qualificação. Ou seja, que alcançaram os requisitos mínimos de elegibilidade (MERs).


Apoie_AB

Informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores e anunciantes do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.

Clique e seja um apoiador via Paypal. Você que escolhe o valor!

Você também pode contribuir anunciando ou fazendo Pix (contato@adestramentobrasil.com)


Do Brasil, constam João Victor Marcari Oliva com Escorial Horse Campline e Pedro Manuel Tavares de Almeida com duas montarias: Famous do Vouga e Xaparro do Vouga. Na semana passada, a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) já havia formalizado a convocação de João Oliva e Escorial Horse Campline como titular e Pedro Almeida na reserva com os dois animais de sua criação.

Antes mesmo do prazo, algumas nações já haviam indicado quem seriam seus times, entre elas os Estados Unidos e Portugal — leia mais nesta matéria. Desde então, outros países apontaram quem serão seus times. A Suécia escalou Patrik Kittel com Well Done de la Roche CMF; Juliette Ramel com Buriel KH; Therese Nilshagen com Dante Weltino; e Antonia Ramel com Brother de Jeu.

Pela Alemanha, o time conta com Jessica von Bredow-Werndl e TSF Dalera BB; Dorothee Schneider e Showtime FRH (e Faustus como seu cavalo reserva); e Isabell Werth e Bella Rose (sendo Weihegold OLD como primeira reserva e Quantaz, segunda). Como reserva viajando a Tóquio está Helen Langehanenberg com Annabelle. E dois conjuntos farão quarentena em Aachen e ficam como reservas também: Frederic Wandres com Duke of Britain FRH e Benjamin Werndl com Daily Mirror.

Pela Dinamarca vão Cathrine Dufour com Bohemian; Carina Cassoe Kruth com Heiline’s Dancier; Nanna Skodborg Merrald com Blue Hors Zack ou Atterupgaards Orthilia e, na reserva, Charlotte Heering com Bufranco.

O time da Austrália tem Simone Pearce com Destano; Mary Hanna com Calanta; e Kelly Layne com Samhitas. Pelo Canadá, a equipe será composta por Brittany Fraser-Beaulieu e All In; Lindsay Kellock e Sebastien; Chris von Martels e Eclips; e como reservas Naima Moreira Laliberté e Statesman e Jill Irving e Arthur.

>>> Confira a lista da FEI aqui.

Brasil em Tóquio
De acordo com a CBH, meta para Tóquio será superar a marca dos últimos Jogos no Rio de Janeiro, quando o maior porcentual foi de João Vitor Marcari Oliva e Xamã dos Pinhais 68,071%, ficando na 46ª colocação (confira resultados completos do Rio 2016). A CBH também quer que o Brasil supere a marca do melhor resultado individual da modalidade na história dos Jogos, que até hoje cabe ao Coronel Sylvio Marcondes de Rezende com Othelo em Munique, na Alemanha, em 1972, quando ficou na 25ª posição.

Adestramento Brasil compilou o desempenho dos atletas e dos países em diversas edições de Jogos Olímpicos. Confira aqui a tabela completa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.