João Oliva, sobre GP em Aachen: o bom do erro é saber onde tem de melhorar

Por Carol Chemin, da Alemanha

Apesar dos 70,326%, João Victor Marcari Oliva não saiu satisfeito com sua prova de grande prêmio no CDI 5* do CHIO Aachen. Em entrevista em vídeo com o Adestramento Brasil, o cavaleiro disse que o Escorial estava um pouco tenso. “Hoje não foi como a gente gostaria. O cavalo estava muito bem no aquecimento, mas entrou e tencionou um pouco. Não consegui montar ele com a descontração que eu venho trabalhando”, avaliou.

Adestramento Brasil completa 5 anos em junho! Gosta do jornalismo do site?
Ele só existe, porque pessoas como você apoiam ou anunciam.
Sem isso, não tem como continuar com a produção.
Seja um anunciante ou contribua no valor que quiser via PayPal (cartão de crédito) ou Pix (contato@adestramentobrasil.com).

Esta foi a última grande competição antes do Campeonato Mundial de Adestramento na Dinamarca. “Mesmo assim, é bom a gente errar para ter de base o que a gente tem de melhorar para as próximas competições, principalmente, porque a próxima é Herning, que é muito importante.”

O conjunto representando o Brasil terminou em 25º lugar em uma prova que teve 36 concorrentes. A dinamarquesa Cathrine Dufour venceu com Vamos Amigos, ao fechar o GP com 81,544%.

No ano passado, João Oliva e o puro sangue lusitano Escorial disputaram o CDI 4* e bateram recordes pessoais tanto no GP quanto no grande prêmio especial.

Assista à entrevista direto da Alemanha:

Assista à prova:

CHIO Aachen — ordens de entrada e resultados

Uma resposta para “João Oliva, sobre GP em Aachen: o bom do erro é saber onde tem de melhorar”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.