Tag: Small tour

Provas do Pan-Americano Santiago 2023 deveriam ser big tour?

A discussão sobre se as provas dos Jogos Pan-Americanos devem ser no nível de big tour — ou seja, reprises de grande prêmio e de grande prêmio especial — voltou à pauta. O tema vem sendo foco de debates e teve como gatilho o fato de o Brasil ter conquistado a vaga por equipe para os Jogos Olímpicos de Tóquio e a perdido por não entregar, dentro do prazo determinado, o certificado de capacidade (NOC Certificate of Capability) contendo pelo menos três conjuntos que tenham obtido os requisitos mínimos de elegibilidade durante o período dos Jogos Equestres Mundiais da FEI de 2018 a 31 de dezembro de 2019.
Leia mais

Novas reprises nacionais já estão valendo

As provas de adestramento passam a contar com novas reprises em 2020, conforme este noticiário havia adiantado. A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) publicou, nessa semana, em seu site os novos testes válidos a partir da temporada deste ano. Porém, apenas estão disponíveis as versões em inglês.
Leia mais

Reprises FEI atualizadas já estão valendo

As reprises internacionais atualizadas da Federação Equestre Internacional (FEI) passaram a valer em 1º de janeiro deste ano. Entre os testes que tiveram mudanças estão intermediária 1, intermediária A, intermediária B, intermediária 2 e grande prêmio. Leia mais

Lima 2019: João Paulo dos Santos fecha participação no Pan em 8º no individual

Lima, Peru — Ao montar pela segunda vez a reprise em estilo livre que estreou no CDI 1* de Buenos Aires, João Paulo dos Santos foi o último conjunto de small tour a competir. Com Carthago Comando SN, ele fez uma apresentação limpa e bonita, fechando com 72,685% e terminando a participação nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 na oitava posição geral no individual. O adestramento no Pan terminou nesta quarta-feira 31/07.  Leia mais

Lima 2019: João Victor Oliva comenta kür e fala em subir Biso para GP

Lima, Peru — João Victor Oliva apostou em ritmos brasileiros para a reprise final do adestramento nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 e subiu a nota em relação às duas apresentações anteriores nas provas qualificativas — prêmio São Jorge e intermediária 1, quando ficou em 19º e 131,647% no geral —, fechando sua participação no Peru com nota de 70,665% na kür. Em entrevista logo após deixar a pista, Oliva contou que já tinha se apresentado com as mesmas músicas em outra reprise estilo livre, mas no grande prêmio. “Eu gosto das músicas. Vim aqui representando o Brasil e nada melhor que usar músicas brasileiras”, disse o cavaleiro que ficou em 12º na classificação geral.  Leia mais