Giovana Pass ganha GP e é única a obter índice para WEG com juíza 5*

ATUALIZADA – Único conjunto a obter pontuação acima de 66% com a juíza internacional 5* Cara Whitham, Giovana Pass e o lusitano Zingaro de Lyw venceram o grande prêmio do CDI3*, segundo realizado no Brasil neste ano. Todos que disputaram a prova almejavam obter mais de 66% com Whitham, a fim de estar apto a qualificar para os Jogos Equestres Mundiais (WEG, na sigla em inglês).

A amazona de 19 anos e o PSL nascido em 2004 e filho de Guizo e Geba tiveram nota final de 67,120% (68,100% com Whitham). Ao avaliar seu desempenho, em entrevista ao Adestramento Brasil, a amazona destacou que ficou feliz com o resultado, apesar do calor e de erro no apoio, NO ziguezague a galope. O conjunto também venceu a disputa do GP do CDI3* de 30/6 com nota de 69,300% e 71,900% com o juiz internacional 5*, Stephen Clarke.

Segundo colocado, Leandro Silva e Di Caprio, um oldenburger nascido em 2002 e filho de De Niro e St.Prst Hauptstutbuch, terminaram com 66,120%, mas 65,700% com Cara Whitham. Confira abaixo entrevista em vídeo com o cavaleiro comentando seu desempenho.

Pia Aragão, com o puro sangue lusitano Zepelim Interagro (nascido em 2003 e filho de Quinarius Interagro e Ordenada Interagro), ficou em terceiro com nota final de 64,780% e 64% com Whitham. “Os cavalos [com os quais competiu em CDI3* e CAN] estavam um pouco fora de forma de competições, então, é normal, porque você tem de colocar mais na pista para ter cavalo mais relaxado”, disse ao comentar seu desempenho nas reprises de 6/10.

Esta foi a primeira tentativa de Pia Aragão obter índice para disputar vaga para WEG 2018. A amazona afirmou que pretende competir em mais CDIs a fim de conseguir a pontuação necessária.

Formaram o júri a canadense Cara Whitham, juíza olímpica de nível 5*; os argentinos Gabriel Armando e Cesar Lopardo Grana, ambos nível 4*; o chileno Max Piraino Lyon, nível 3* e Claudia Mesquita, nível 4*.

Disputa para WEG
Para poder disputar os Jogos Equestres Mundiais, que serão realizados de 10 a 23 de setembro de 2018 em Tryon (EUA), os conjuntos precisam garantir a qualificação mínima de atingir em, pelo menos, duas ocasiões diferentes o porcentual de, no mínimo, 66% de aproveitamento em prova de grande prêmio (em CDI 3*, 4*, 5*, CDIW ou CDIO) atribuído pela nota final do júri de campo e também por juiz de adestramento FEI 5*.

A Federação Equestre Internacional (FEI) também exige que os juízes 5* sejam diferentes; e as notas devem ser obtidas dentro do período de qualificação para o mundial, que começou em 1º de janeiro e ainda não tem data estipulada para acabar. Este é o primeiro critério que o conjunto precisa ter para conseguir integrar o time.

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) vai observar os conjuntos que obtiveram o porcentual mínimo para escolha da equipe. O Brasil convocará equipe composta por quatro conjuntos titulares e um reserva, sendo que, em princípio, apenas os titulares viajarão aos Estados Unidos.

Grande prêmio

1º Giovana Pass / Zingaro de Lyw – 67,120%
2º Leandro Silva / Di Caprio – 66,120%
3º Pia Aragão / Zempelim Interagro – 64,780%
4º Mauro Pereira Junior / Banzai AMM – 63,880%
5º Pedro Tavares de Almeida / Aoleo – 62,920%

Veja no canal do Youtube as reprises de small e big tour do CDI3* de 6/10 

 

Anúncios

3 respostas para ‘Giovana Pass ganha GP e é única a obter índice para WEG com juíza 5*’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.