Assembleia Geral da FEI 2018 atualiza regulamento do adestramento; DJWG faz 19 recomendações

A Assembleia Geral da Federação Equestre Internacional (FEI), realizada em Manama, capital de Barém, de 16 a 20 de novembro, aprovou modificações nas regras de adestramento, fazendo alterações no regulamento, principalmente no artigo referente ao arreamento. Além disto, o grupo de trabalho de julgamento de adestramento (DJWG, na sigla em inglês para dressage judging working group) fez 19 recomendações para melhorar o sistema. 

A FEI assinalou a alteração no artigo 428º – arreamento. De acordo com a FEI, a revisão visou a esclarecer o que é e o que não é permitido em termos de selaria. Imagens de tipos de equipamentos foram adicionados em anexo. O regulamento atualizado será publicado na página de adestramento da FEI.

Já o DJWG apresentou um documento com 19 recomendações para melhorar o sistema de julgamento das provas. O grupo de trabalho de julgamento de adestramento foi encarregado pelo bureau da FEI para fornecer uma avaliação geral e revisão do atual sistema de julgamento de adestramento e fazer recomendações para melhorias; identificar os fatores e protocolos relevantes praticados em outros esportes subjetivamente julgados, aplicáveis ao sistema de julgamento de adestramento e fazer recomendações apropriadas; identificar e fazer recomendações para melhorar o atual sistema de julgamento de adestramento da FEI; e avaliar e fazer recomendações para melhoria das medidas introduzidas após a FEI 2009 Dressage Task Force, incluindo a introdução de sete juízes para grandes eventos.

O DJWG é composto por Frank Kemperman, Bettina de Rham, Maribel Alonso, Richard Davison, Kyra Kyrklund e David Stickland. Entre as recomendações, o grupo voltou a sinalizar a necessidade de elaboração de um código de pontos (code of points) para avaliação de um determinado número de movimentos na reprise grande prêmio. O tema foi discutido também na assembleia de 2017. O grupo recomendou a manutenção dos sete juízes para grandes campeonatos e Jogos.

O bureau também aprovou testes no sistema de classificação da FEI (FEI Event Classification System – ECS) e emendas às regras do FEI Dressage World Cup 2019/2020 e a FEI Dressage Nations Cup. Confira aqui os documentos com as regras atualizadas.

Eleições
O brasileiro Luiz Roberto Giugni, presidente da CBH entre 2009 e 2016, foi reeleito  como presidente do grupo 6 da FEI, formado por Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai e novamente como um dos cinco membros do Comitê Executivo da FEI. Ao todo a Federação Equestre Internacional representa 133 Federações nacionais de hipismo.

O atual presidente da Federação Equestre Internacional (FEI), Ingmar De Vos, foi reeleito para um novo mandato de quatro anos. O executivo concorreu sozinho.

A Assembléia Geral da FEI atua como uma plataforma para discussões e votações sobre as principais decisões da FEI e a governança do esporte. A cada ano, ela é realizada em um local diferente. Confira outros tópicos abordados na Assembleia Geral:

Assista à transmissão da FEI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.