EUA convocam somente conjuntos de small tour para o Pan

Com a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 garantida, os Estados Unidos optaram por escalar apenas conjuntos de small tour para o Pan-Americano de Lima, que começa daqui a exatamente um mês na capital do Peru. No Pan, a formação dos times pode ser mista, com big e small tours, mas times formados apenas por conjuntos de small tour, mesmo ficando no pódio, não são elegíveis a vaga para Olimpíada.

Apoie_AB-PAN

Nas últimas cinco edições dos Jogos Pan-Americanos, os Estados Unidos foram ouro por equipe. De olho em conseguir o ouro pela sexta vez consecutiva, o processo seletivo dos EUA (leia o documento completo) tem em uma das cláusulas a consistência de pontuações acima de 73%.

Os escolhidos foram Nora Batchelder com Faro SQF, um hanoveriano castrado de 11 anos de propriedade ela com Andrea Whitcomb; Jennifer Baumert e Handsome, também hanoveriano castrado de 11 anos de propriedade de Betsy Juliano; Sarah Lockman com First Apple, um garanhão KWPN de nove anos e de propriedade de Gerry Ibanez; e Endel Ots com Lucky Strike, também de nove anos, hanoveriano e castrado, de Max Ots. Para a reserva, os EUA apontaram o conjunto de big tour Nick Wagman com Don John, um castrado warmblood holandês de 11 anos.

De acordo com o site Dressage-News, o time, cujos atletas são de regiões distintas dos Estados Unidos, se encontra em Wellington (Flórida) na terceira semana de julho, antes de viajarem a Lima. Dos titulares, apenas Endel Ots e Lucky Strike competiram fora dos EUA, no Campeonato Mundial de Cavalos Novos de 2015 e 2016. Ots e Sarah Lockman estão preparando seus animais, ambos de nove anos, para o grande prêmio.

Ainda segundo o Dressage-News, Scott Hassler, técnico de Sarah Lockman e First Apple, teria afirmado que o conjunto tem como objetivo integrar o time para Tóquio 2020.

Times revelados
BrasilCanadá e México já anunciaram suas equipes. Brasil vai embarcar cinco conjuntos e decidir em Lima quem serão os titulares. Já o México, principal rival do Brasil, e o Canadá, que foi prata nas últimas quatro edições dos Jogos Pan-Americanos, optaram por times titulares formados por dois conjuntos em small tour e dois em big tour.

Ficar entre os melhores em Lima é a maneira de carimbar o passaporte para a ida de um time de adestramento para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Para os países da América (grupo D para América do Norte e E para Central e do Sul), o Pan designa duas vagas por equipe (máximo de seis atletas), lembrando que Estados Unidos conseguiram a classificação em WEG-Tryon. Desta forma, é preciso conquistar, no mínimo, o bronze para garantir a presença brasileira no Japão, imaginando que EUA fiquem no pódio.

A competição começa em Lima em 26 de julho com a inspeção veterinária, que aprova

Schedule_dressage_lima
Amplie a imagem

(ou não) os cavalos para as provas. O primeiro dia de competição será 28/7 com as provas de prêmio São Jorge (small tour) e grande prêmio (big tour), valendo para qualificação por equipe e individual.

No dia seguinte, 29/7, os conjuntos têm de executar as reprise intermediária 1 (small tour) e grande prêmio especial (big tour). É nesta etapa que são definidas as medalhas de ouro, prata e bronze. As provas também servem de classificação individual.

Os conjuntos qualificados para competir a final são submetidos à nova checagem veterinária, no dia 30/07. Eles retornam às pistas para disputar as medalhas de ouro, prata e bronze individuais, no dia 31/7, quando terão de se apresentar com música, no freestyle (inter 1 e GP).

Histórico
No último Pan-Americano, em Toronto (Canadá) em 2015, o Brasil foi bronze por equipes. João Victor Oliva (Xamã dos Pinhais), João Paulo dos Santos (Veleiro do Top), Sarah Waddell (Donelly 3) e Leandro da Silva (Di Caprio) levaram a medalha para casa.  Os Estados Unidos foram ouro por equipe e o Canadá, prata.

No Pan de 2011, em Guadalajara, o Brasil conquistou a quinta colocação por equipes. No total, o adestramento brasileiro conta com cinco medalhas em Jogos Pan-Americanos, todas de bronze, sendo quatro por equipe: no México 1975, em Caracas 1983, no Rio 2007 e em Toronto 2015; além de uma individual: em Caracas 1983, de Orlando Facada com Premiado. Veja aqui uma retrospectiva dos últimos Pans.

O Canadá foi prata em Santo Domingo (2003), no Rio de Janeiro (2007), em Guadalajara (2011) e em Toronto (2015). Em 1999, em Winnipeg, a Colômbia levou a prata. Nas últimas cinco edições, os Estados Unidos foram ouro por equipe. No bronze, a disputa foi maior, com México levando em 1999 e 2003, o Brasil em 2007 e em 2015 e a Colômbia em 2011.

Imagem: divulgação 


Apoie_AB_PayPalAssim como diversos sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas dependemos do apoio de leitores como você para continuar existindo. 

Uma resposta para “EUA convocam somente conjuntos de small tour para o Pan”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.