EUA têm baixa na equipe de adestramento para o Pan

Os Estados Unidos anunciaram que o conjunto Endel Ots montando Lucky Strike está fora dos Jogos Pan-Americanos de Lima. Lucky Strike, castrado hanoveriano de nove anos e de propriedade de Max Ots, sofreu ferimentos durante o transporte para Miami, de onde os cavalos voariam para o Peru. Após a avaliação veterinária, foi decidido que Lucky Strike não deveria viajar para Lima.

Apoie_AB-PAN

Os EUA informaram também que uma substituição a esta altura não será possível e que por isto o time vai levar três e não quatro conjuntos ao Peru. Com todos animais passando no vet check, que será na sexta 26/7, os EUA competirão com três, perdendo a chance de ter a menor nota descartada.

Em nota, Endel Ots afirmou que “Lucky teve um infeliz acidente enquanto estava em trânsito para o aeroporto. Espera-se que ele faça uma recuperação completa, mas decidimos que para ele o melhor é não viajar para Lima neste momento”. O cavaleiro afirmou estar arrasado e que era uma meta pessoal competir com Lucky nos Jogos Pan-Americanos, mas declarou que a saúde do cavalo é mais importante e que sabe que o time entende isso. “Eles são um grupo forte e pretendo chegar a Lima no final da semana para apoiá-los.”

Com a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 garantida, os Estados Unidos optaram por escalar apenas conjuntos de small tour para o Pan-Americano de Lima. Nas últimas cinco edições dos Jogos Pan-Americanos, os Estados Unidos foram ouro por equipe. De olho em conseguir o ouro pela sexta vez consecutiva, o processo seletivo dos EUA (leia o documento completo) tem, em uma das cláusulas, a consistência de pontuações acima de 73%.

Os escolhidos, anunciados no fim de junho, foram Nora Batchelder com Faro SQF, um hanoveriano castrado de 11 anos de propriedade ela com Andrea Whitcomb; Jennifer Baumert e Handsome, também hanoveriano castrado de 11 anos de propriedade de Betsy Juliano; Sarah Lockman com First Apple, um garanhão KWPN de nove anos e de propriedade de Gerry Ibanez; e Endel Ots com Lucky Strike, também de nove anos, hanoveriano e castrado, de Max Ots. Para a reserva, os EUA apontaram o conjunto de big tour Nick Wagman com Don John, um castrado warmblood holandês de 11 anos.

Dos titulares, apenas Endel Ots e Lucky Strike competiram fora dos EUA, no Campeonato Mundial de Cavalos Novos de 2015 e 2016. Ots e Sarah Lockman estão preparando seus animais, ambos de nove anos, para o grande prêmio.

Foto: Reprodução Facebook 


Apoie_AB_PayPalAssim como diversos sites jornalísticos, Adestramento Brasil não fechou o conteúdo para assinantes, mas dependemos do apoio de leitores como você para continuar existindo. 

2 respostas para ‘EUA têm baixa na equipe de adestramento para o Pan’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.