Pedro Almeida é 2º no GP de Beloura; Nuno Almeida completa MER para Herning 2022

Em seu segundo concurso internacional com Famous do Vouga, após retornar às pistas neste ano, Pedro Manuel Tavares de Almeida melhorou seu porcentual final no grande prêmio. No CDI 3* de Beloura, em Portugal, o conjunto fez 69,630%, galgando a segunda colocação entre os 15 concorrentes no GP. Na mesma competição, Nuno Chaves de Almeida, que está representando o Brasil, fez 67,348% com Feel Good V.O, obtendo, assim, os requisitos mínimos (MER) para poder competir no Campeonato Mundial de Adestramento.

Com os resultados, o Brasil passa a contar com três conjuntos aptos para formar equipe para Herning 2022. João Victor Oliva com Escorial; Pedro Tavares de Almeida com Famous do Vouga e Nuno Chaves de Almeida com Feel Good V.O já alcançaram os MERs (minimum eligibility requirements).

Para poder disputar o Mundial de Herning, todos os conjuntos seniores precisam ter alcançado, em pelo menos dois concursos internacionais (CDI3/CDI4/CDI5/CDI-W ou CDIO) porcentuais de 66%, tanto como nota final quanto com dois juízes FEI 5 diferentes e de nacionalidade distinta à do atleta, em provas de grande prêmio ou GP curto (short grand prix). A obtenção dos MERs entre 01 de janeiro de 2021 e 04 de julho de 2022 confere o certificado de capacidade (COC — certificate of capability). Leia sobre a seleção do Time Brasil abaixo.

No GP, Pedro e Famous aumentaram a nota na comparação com os 67,217% do GP CDI 3* Andalucía deja Huella, em Jerez de la Frontera, na Espanha. No GP especial, houve também um acréscimo, passando dos 68,149% de Abrantes para 68,213% em Beloura. Com o resultado, Pedro e Famous terminaram em quinto — o GPS teve 13 conjuntos na disputa.

Nuno Almeida teve um desempenho semelhante nos dois CDIs. No CDI 3* de Abrantes, ele fechou a prova de grande prêmio com porcentual final de 67,065% e obteve 67,348% em Beloura. No GPS, os 66,234% de Abrantes foram ligeiramente melhores que os 65,830% de Beloura.

Além de Pedro e Nuno, também competiram no CDI 3* de Beloura as brasileiras, mãe e filha, Thereza e Luiza Tavares de Almeida. Luiza estreou Rosa Belle com 61,195% no GP e 64,213 no GPS. Mãe de Luiza e Pedro, Thereza, montando Xaparro do Vouga, fez 60,500% no GP e 60,532% no GPS.

As provas ocorreram no Centro Hípico da Quinta da Beloura Horse Center, em Sintra, que, em conjunto com a Federação Equestre Portuguesa e a Federação Equestre Espanhola, recebeu entre 21 e 24 de Abril o CDI3* e o CPEDI 3*. Paralelamente, também foi disputado um concurso de dressage nacional e uma jornada da Taça de Portugal.

A prova de grande prêmio foi vencida pelo espanhol Claudio Castilla Ruiz com Hi-Rico do Sobral, ao pontuar 70,065%. A dupla foi a única a competir o GP estilo livre e fechou o CDI 3* com 72,025% no freestyle.

Retomando às competições depois de dar à luz, Maria Caetano levou Fenix de Tineo ao primeiro lugar no GPS com 71,789%. A cavaleira portuguesa também disputou as intermediárias A e B com o garanhão Happy Plus, conseguindo, no sábado, a média de 71,530% e, no domingo, 69,540%. O português Hugo Pereira com Falsário LS, que havia ficado em terceiro no GP (69,305%), subiu para a segunda posição no GPS (70,873%), à frente de Claudio Castilla e Lario de Adama de Susa (69,447%) que terminaram em terceiro.

Escolha da equipe
Para escolha dos representantes do Brasil, a CBH levará em conta apenas resultados em eventos internacionais CDIs 3* ou superior, desde que o conjunto participe de todas as provas daquele CDI. Serão selecionados os conjuntos que obtiverem os maiores percentuais (resultados isolados por prova de grande prêmio e GP especial) no período 27 de abril a 03 de julho de 2022, exceto as reprises freestyle.

O Brasil pode levar para o Mundial até cinco conjuntos. As vagas serão preenchidas da seguinte forma: quatro como titulares para os quatro melhores classificados (porcentuais mais altos) e uma vaga reserva, preenchida pelo conjunto que apresentar o quinto melhor resultado. Não havendo um mínimo de três conjuntos aptos a constituir a equipe brasileira, até dois conjuntos individuais poderão representar o Brasil no Campeonato Mundial.

Uma resposta para “Pedro Almeida é 2º no GP de Beloura; Nuno Almeida completa MER para Herning 2022”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.