Pedro Almeida e Famous do Vouga retornam às provas mirando ao Mundial de Herning

A volta às competições com Famous do Vouga, depois de ter alcançado MER e se tornado elegível para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, está sendo, na visão de Pedro Tavares de Almeida, de melhorias para a formação do conjunto. Almeida e Famous disputaram quatro provas nas duas semanas de competições no concurso internacional CDI 3* Andalucía deja Huella, em Jerez de la Frontera, na Espanha. A última vez que eles haviam competido juntos havia sido há um ano.

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=J56ZYZZLKPPV4&source=url

Pedro Almeida voltou a montar o puro sangue lusitano em fevereiro de 2022. “Foram muitos meses sem montar o cavalo, que é montado por outro cavaleiro. Acho que as melhorias de pontuação nas provas, entre a primeira e a última — e as melhorias que devem acontecer no futuro — vêm da formação do conjunto”, contou ao Adestramento Brasil.

No grande prêmio da primeira semana, em 19/03, eles classificaram-se em 15º entre 34 concorrentes, com porcentual final de 67,217%. A colocação qualificou a dupla para o GP especial do dia 21/03, quando Almeida e Famous terminaram em quinto lugar entre os 15 conjuntos da prova e nota final de 68,149%.

Na segunda semana, o conjunto elevou os porcentuais finais e, inclusive, foi para o pódio. No grande prêmio, os 68,630% renderam o 11º lugar (entre 22 conjuntos) e no GPS o porcentual final de 69,660% colocou a dupla no terceiro posto da prova, que somou 12 concorrentes. (Confira todas as notas) Ambos os GPs foram vencidos por João Victor Oliva e Escorial, que ganhou três das quatro provas que participou no concurso. Leia mais aqui.

“A diferença entre a primeira prova e a última é muito grande, mesmo em um período curto e montando o cavalo há apenas um mês. É formar conjunto. Conforme formos treinando, montando e voltando a nos conectarmos, tende a melhorar alguns pontos de transições, que precisa conhecer mais o cavalo”, disse.

O puro sangue lusitano Famous nasceu no haras da família, a Coudelaria Rocas do Vouga. Chegou a disputar provas de cavalos novos no Brasil e foi mandado para Europa aos cinco anos. Hoje, é treinado pelo espanhol José Antonio Garcia Mena.

A primeira temporada de Pedro Almeida com Famous do Vouga foi no ano passado. Em junho de 2021, o conjunto pontuou 69,609% na prova de grande prêmio no CDI 4* de Le Mans, na França, e alcançou os requisitos mínimos de elegibilidade (MER) necessários para ficar apto a disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio. Na estreia da dupla, no CDI 3* de Abrantes, em Portugal, eles obtiveram o primeiro índice. Com os MERs, o conjunto ficou elegível para competir em Tóquio, mas, com uma vaga, quem representou o Brasil foi João Victor Oliva montando Escorial.

Almeida segue na Europa treinando e deve participar de outros CDIs nas próximas semanas.

Herning 2022

Tanto Pedro Almeida quanto João Oliva estão treinando para representar o Brasil no Campeonato Mundial de Adestramento, que ocorre em agosto de 2022, na Dinamarca. O ECCO FEI World Championships Herning também abrigará as competições de salto, paraequestre e volteio.

Para poder disputar o Mundial de Herning, todos os conjuntos seniores precisam ter alcançado pelo menos o porcentual de 66%, tanto como nota final quanto com dois juízes FEI 5* diferentes, de nacionalidade distinta do atleta e em provas de grande prêmio ou GP curto (short grand prix) — confira a regra FEI. A obtenção dos MERs entre 01 de janeiro de 2021 e 04 de julho de 2022 confere o certificado de capacidade (COC — certificate of capability).

Para escolha dos representantes do Brasil, a CBH levará em conta apenas resultados em eventos internacionais CDIs 3* ou superior, desde que o conjunto participe de todas as provas daquele CDI. Serão selecionados os conjuntos que obtiverem os maiores percentuais (resultados isolados por prova de grande prêmio e GP especial) no período 27 de abril a 03 de julho de 2022, exceto as reprises freestyle.

O Brasil pode levar para o Mundial até cinco conjuntos. As vagas serão preenchidas da seguinte forma: quatro como titulares para os quatro melhores classificados (porcentuais mais altos) e uma vaga reserva, preenchida pelo conjunto que apresentar o quinto melhor resultado. Não havendo um mínimo de três conjuntos aptos a constituir a equipe brasileira, até dois conjuntos individuais poderão representar o Brasil no Campeonato Mundial.

3 respostas para ‘Pedro Almeida e Famous do Vouga retornam às provas mirando ao Mundial de Herning’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.