Odesur Asu 22: Brasil larga na frente na disputa por equipes com 8 p.p. de vantagem   

O Time Brasil, formado por Victor Trielli Ávila e Corsário IGS; Paulo Cesar dos Santos e Fidel da Sasa JE (foto); Vinícius Miranda da Costa e Biso das Lezírias e Murilo Augusto Machado e Jorge VO, fechou o primeiro dia de provas nos Jogos Sul-Americanos em primeiro lugar com 204,435%. A somatória abriu vantagem para a segunda colocada, a Argentina, que terminou com 196,291% e muito próxima ao Equador, que está em terceiro com 195,824%. Em quarto, o Uruguai também está na cola, com 195,295%. Os Jogos de Assunção, que ocorrem no Clube Hípico Paraguaio, classificam duas nações para competir por equipes nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile, em 2023.

A cobertura in loco dos Jogos Sul-Americanos tem o patrocínio de Bárbara Laffranchi, Coudelaria Ilha Verde e Fazenda Sasa

Finalizada a primeira qualificatória, em big tour, Victor Ávila ficou em primeiro lugar com Corsário ISG com 68,935, já acrescidos os três pontos porcentuais da regra. Em small tour, liderança para Paulo Cesar com Fidel e 68,471%, seguido de Carolin Mallmann com Godot SSF, pelo Uruguai, e com 67,912%. Vinicius Miranda terminou em terceiro na PSJ com Biso das Lezírias e 67,029%. Murilo Machado e Jorge VO, que eram reservadas e passaram a titulares após o vet check (entenda aqui), finalizam em sétimo com 64,823% — resultado descartado para somatória por equipes.

A final por equipes será nesta segunda-feira (03/10), quando os conjuntos de small tour executam a intermediária 1 e os de big tour, o GP especial. Os 20 melhores conjuntos, inclusive empatados em 20º lugar, da inter 1 e do GP especial, se classificam para a final individual, exceto aqueles que pontuarem abaixo de 62% na inter 1 e 60% no GPS (incluindo os pontos de bônus). Na final, os conjuntos devem executar a reprise freestyle em música.

Cada país pôde levar até cinco conjuntos, mas a equipe deveria ser composta por um mínimo de três e um máximo de quatro conjuntos, ficando um para reserva. Caso o país não conseguisse participar com time, pôde inscrever até dois conjuntos para competir individualmente. No total, 17 conjuntos, sendo 15 em small tour e dois em big tour, e quatro países estão na disputa por equipes.

O júri de campo será composto por Claudia Moreira de Mesquita (FEI 4, pelo Brasil) julgando em E; Sandra Andrea Smith (FEI 4 pela Argentina) em H; Cesar Torrente (FEI 4* pela Colômbia) em C; Marian E. Cunningham (FEI 4* pelo Peru) em M; e Sandra Hotz (FEI 4* pelos Estados Unidos) em B.

Todos os detalhes
Pelo Uruguai, Malin Moren montando Hamilcar Interagro foi a primeira a entrar em pista e inaugurou as competições do Odesur Asu 2022 com pontuação final de 63,383%. Na sequência, também pelo Uruguai, Agustina Bravo fez 58,559%.

Montando Biso das Lezírias, Vinicius Miranda da Costa foi o primeiro brasileiro a entrar e manteve a consistência de apresentação que teve nos CDIs 3* da seletiva, fechando com 67,029% e tomando a liderança. O conjunto pontuou 68,382% em E (Claudia Mesquita); 66,324% em H (Sanda Smith); 66,471% em C (Cesar Torrente); 65,441% em M (Marian E. Cunningham); e 68,529% em B (Sandra Hotz).

Pelo Equador, Edgar Andres Valladares fez 64,941% com Dark Dancer. Ana Maria Busso de Vigil fez 63,765% com Laudatio, pela Argentina. E, novamente pelo Uruguai, Guillermina Birenbaum e Jazzmate finalizaram com 64,000%.

Murilo Augusto Machado, pelo Brasil, fechou o primeiro bloco de apresentações com Jorge VO. o conjunto pontuou menos que a média das seletivas no Brasil, fechando com 64,823% e ficando na terceira posição. Murilo e Jorge fizeram 65,588% em E com Mesquita; 63,088% com Sandra Andrea Smith em H; 65,441% com Cesar Torrente em C; 63,971% com Marian E. Cunningham em M% e 66,029% com Sandra Hotz em B.

Ao término da primeira parte, antes do intervalo, dois brasileiros estavam entre os três primeiros: Miranda na liderança, seguido de Valladares (Equador) e Murilo Machado. Por equipes, Uruguai liderava tendo competido já três de quatro conjuntos, com Brasil em segundo, Equador em terceiro e Argentina em quarto.

Cobertura completa: Jogos Sul-Americanos Assunção 2022

Após o intervalo, Carolina Espinosa pelo Equador montou Satinka para 64,118%. Depois, entrou Ingrid Berger com Floppy Disk pela Argentina. Com 66,236%, o conjunto galgou a segunda posição — até então, o primeiro lugar estava com Vinicius Miranda. Do Uruguai, Carolin Mallmann subiu o porcentual do segundo bloco e, montando Godot SSF finalizou com 67,912%, tirando a liderança de Miranda.

Mas a liderança da uruguaia não durou muito. Na verdade, nem durou, porque, próximo a competir, Paulo Cesar dos Santos fez 68,471% com Fidel da Sasa e conquistou o primeiro lugar. O conjunto pontuou com Mesquita em E 68,382%; com Sandra Andrea Smith em H 69,265%; com Cesar Torrente em C 69,118%; com Marian E. Cunningham em M 67,353% e com Sandra Hotz em B 68,235%.

Pelo Equador, Maria Jose Granja também pontuou acima dos 66% com Emiliano AP (66,765%). O chileno Julio Fonseca fez 63,794% com Clapton. Muito aplaudida pela plateia presente, Ramona Eugster, montando Iamal, foi a única representante do Paraguai. Penúltima a entrar, o conjunto pontuou 57,765% e ficou na última colocação. Última a competir em small tour, Maria Florencia Manfredi, pela Argentina, fechou as provas de prêmio São Jorge com Codiciado Angelique e 64,294%.

Com isso, o Brasil terminou as competições de small tour com Paulo Cesar dos Santos e Fidel da Sasa JE em primeiro, Vinicius Miranda com Biso das Lezírias em terceiro e Murilo Machado com Jorge VO em sétimo lugar.

Apenas dois conjuntos — um do Brasil e outro da Argentina — disputaram big tour. Victor Trielli Ávilla foi o primeiro a entrar com Corsário IGS e pontuou abaixo do que fez nas seletivas. O conjunto pontuou 67,609% em E; 66,087% em H; 64,891% em C; 65,000% em M; e 66,087% em B.

O conjunto finalizou com 65,935%, antes do acréscimo dos três pontos porcentuais (68,935%). A argentina Fiorella Mengani fechou o primeiro dia de provas com 62,761% (65,761% com os 3pp) montando Assirio D Atela.

Adestramento Brasil é o principal meio de informação de dressage no País.
Gosta do jornalismo do site? Ele só existe, porque pessoas como você apoiam ou anunciam.
Seja um anunciante ou contribua no valor que quiser via PayPal (cartão de crédito) ou Pix (contato@adestramentobrasil.com).

5 respostas para ‘Odesur Asu 22: Brasil larga na frente na disputa por equipes com 8 p.p. de vantagem   ’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.