Pan de Santiago: as regras dos Jogos que classificam para Paris 2024

A jornada rumo aos Jogos Olímpicos de Paris 2024 começou, no mês passado, no Paraguai, com a conquista do ouro por equipes nos Jogos Sul-Americanos de Assunção. O primeiro lugar do Time Brasil garantiu vaga por equipe para o Pan-Americano de Santiago e, no ano que vem, no Chile, o País terá a chance de se classificar para concorrer com time na olimpíada da França. Para tanto, precisa subir ao pódio — além, claro, dos conjuntos alcançarem os índices mínimos de elegibilidade (MERs) dentro do prazo.

Adestramento Brasil é um site jornalístico que traz as principais notícias da modalidade. Ele só existe, porque pessoas como você apoiam ou anunciam. Fomente a continuidade do site: seja um anunciante ou contribua no valor que quiser via PayPal (cartão de crédito) ou Pix (contato@adestramentobrasil.com).

No adestramento, as duas equipes mais bem posicionadas e os dois conjuntos no individual, sendo um por país, e que ainda não tenham se classificado para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 obterão qualificação no Pan. Somente equipes com, pelo menos, dois conjuntos competindo no big tour poderão obter a qualificação olímpica por time e somente atletas competindo no individual em big tour serão elegíveis.

Vale lembrar que os Estados Unidos, forte concorrente no Pan, já está classificado por equipe para Paris 2024, após conquistar o passe no Campeonato Mundial de Herning 2022. A competição na Dinamarca neste ano classificou seis nações (máximo de 18 conjuntos), excluindo a França, que tem a vaga por ser país-sede. Foram elas: Dinamarca, Grã-Bretanha, Alemanha, Suécia, Holanda e EUA (confira resultados finais).

Concorrentes
Quarenta e quatro conjuntos, sendo oito times e 12 individuais, podem competir nos Jogos Pan-Americanos de Santiago de 2023. Cada nação está apta a levar um time composto por quatro conjuntos e um reserva.

>>> Leia também: CBH quer conjuntos big tour no Pan de Santiago 2023

Vagas

São oito vagas por equipe, sendo:

  • 1 vaga para o país-sede: Chile — se o Chile não tiver time, pode entrar um ou dois conjuntos competindo no individual. Quaisquer vagas restantes da cota são revertidas para o atleta das Américas mais bem classificado no Ranking Mundial de Adestramento da FEI em 30 de junho de 2023
  • 3 vagas oriundas dos Jogos Centro-Americanos e do Caribe que será disputado na República Dominicana de 23 de junho a 8 de julho de 2023
  • 2 vagas para os dois primeiros colocados no Odesur Asu 2022: Brasil e Argentina
  • 2 vagas para a América Norte definidas pelo Ranking Mundial de Adestramento da FEI em 30 de junho de 2023

Para os individuais, a regra é a seguinte:

  • 5 mais bem colocados individualmente (exceto os qualificados por equipe) nos Jogos Centro-Americanos e do Caribe
  • 3 mais bem colocados seguinte (exceto os qualificados por equipe) no Odesur Asu 22: Equador, Uruguai e Uruguai
  • 4 conjuntos da América (não qualificados com uma equipe ou com 2 conjuntos)

O PAEC confirmará até 10 de julho de 2023 à Panam Sports e aos comitês nacionais (NOC, sigla em inglês para National Olympic Committees) as vagas que se qualificaram. Os NOCs devem confirmar à Panam Sports e ao PAEC as vagas que usarão até 14 de julho de 2023.

Caso haja vacâncias as vagas serão realocadas.

MER
Os índices mínimos de elegibilidade (MERs), que compõem o Certificado de Capacidade, que cada conjunto deve alcançar para se tornar apto a competir no Pan de Santiago, são:

Small tour: 64% de pontuação final em duas vezes distintas, a partir de 1º de janeiro de 2022, em CDIs ou em Jogos — Jogos Centro-Americanos e Caribenhos e Jogos Sul-Americanos. Os CDIs em questão devem ter, pelo menos, dois juízes da FEI de nacionalidades diferentes do atleta. As duas pontuações de elegibilidade devem ser obtidas em dois eventos (CDIs ou Jogos) distintos.

PS: em inglês, o documento diz que o porcentual deve ser alcançado “at a minimum the same level test”. Assim que este noticiário confirmar qual teste exigido, a matéria será atualizada

Big tour: 58% de pontuação final a partir de 1º de janeiro de 2022 em prova de grande prêmio realizada em um CDI 2* ou superior. Os CDIs em questão devem ter, pelo menos, dois juízes da FEI de nacionalidades diferentes do atleta e devem ter sido aprovados pela FEI antes do início do evento.

O prazo para o Certificado de Capacidade é até 24 de setembro de 2023.

Idade
Para competir, o atleta humano deve necessariamente ter mais de 18 anos em 2023. Quanto aos cavalos, a idade mínima para disputar em small tour é de sete anos em 2023 e para big tour de oito anos.

Links
Critério de qualificação – Pan de Santiago
– Página da FEI sobre o Pan de Santiago
Critério de qualificação Paris 2024

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.