Tag: Claudia Leschonski

Toda tensão indevida nas rédeas estraga o contato, aponta Claudia Leschonski

“A embocadura é só uma maneira de a gente transmitir a nossa intenção ao cavalo, mas ele tem de estar previamente preparado para entender o que se pede e ter condições físicas e técnicas para executar”, explica Claudia Leschonski, médica veterinária e instrutora na Universidade do Cavalo (UC). Na primeira parte da entrevista Leschonski, frisou que ritmo e descontração são objetivos da doma e abordou os fundamentos de como, idealmente, deve ocorrer o treinamento do animal — leia aqui. Agora, a especialista analisa como deve ser o contato e fala sobre o que fazer e o que não fazer para obtê-lo. “Há um estrago muito maior feito nos cavalos por excesso de contato mal-entendido do que por falta de contato.”
Leia mais

Claudia Leschonski: ritmo e descontração devem ser objetivos da doma

Com a doma concluída, o cavalo jovem começa a evoluir seguindo os princípios da escala de treinamento. Em uma longa entrevista ao Adestramento Brasil, Claudia Leschonski, médica veterinária, instrutora na Universidade do Cavalo (UC) e amazona amadora de salto e CCE, explica como, idealmente, deve ocorrer o treinamento do animal e frisa como a formação correta do cavalo pressupõe a qualificação do cavaleiro. Ela aborda também as dificuldades enfrentadas no processo e destaca que o ritmo e a descontração devem ser objetivo da doma. Leia mais

Respeito e paciência são os ingredientes-chave para a correta doma

Transformar potros em bons cavalos de adestramento requer, antes de tudo, respeito e paciência. É preciso avançar no trabalho de doma seguindo o tempo de amadurecimento do potro para que ele se desenvolva de maneira adequada, formando um cavalo com ritmo, descontração e aceitação da embocadura. Leia mais