FEI confirma dois conjuntos brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

O Brasil estará representado nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 com dois conjuntos. A Federação Equestre Internacional divulgou, nesta sexta-feita 7/2, a lista das nações classificadas e nela constam duas cotas para o Brasil competir no individual. O País perdeu a vaga por equipe para o Canadá. Depois de disputar CPEDIs na Europa, os brasileiros somaram 828 pontos e não conseguiram ficar à frente dos canadenses, que obtiveram 839.


Apoie_AB_PayPalSe você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique aqui e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!


Holanda, Reino Unido e Alemanha conseguiram a vaga por equipe nos Jogos Equestres Mundiais, totalizando 12 conjuntos. Sete vagas foram preenchidas levando em conta o Ranking Paralímpico por Equipes da FEI, excluindo-se o país-sede. Foram eles: Estados Unidos, Bélgica, Áustria, Dinamarca, Itália, Suécia e Rússia. Canadá, Singapura e Austrália foram classificados pelas cotas regionais.  Japão assegurou a vaga por equipe por ser o país-sede.

Somente as nações que não obtiveram cotas por equipe puderam concorrer às cotas individuais. África do Sul, Hong Kong e Brasil ficaram com duas vagas no individual cada. México, Arábia Saudita, Finlândia, Noruega, Nova Zelândia e Latvia asseguraram uma cota cada. Há ainda algumas vagas a serem remanejadas.

Os atletas selecionados serão os mais bem pontuados no Ranking Paralímpico Individual da FEI, que considera os seis melhores resultados obtidos entre 1 de janeiro de 2019 a 31 de janeiro de 2020 em eventos válidos para tal fim.

Paralimpico_ranking_FEI_Toquio2020

De acordo com a última atualização do ranking, em 31/01, os brasileiros que embarcam para Tóquio devem ser Rodolpho Riskalla e Sergio Froes Ribeiro de Oliva.

Todos os conjuntos competindo no paraequestre precisam apresentar o requisito mínimo de ter alcançado pelo menos uma vez o porcentual final de 62% em uma prova FEI três estrelas (CPEDI 3*) no período entre 1 de janeiro de 2018 a 19 de junho de 2020. De acordo com a CBH, todos brasileiros já atingiram o índice.

Confira as regras completas aqui. e o especial da FEI sobre o paraequestre nos Jogos de Tóquio aqui.

Imagem: Chama olímpica / divulgação 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.